Cultura

CRÔNICA

Cidade fria, uma mini-crônica*

Bruno Portela

São Paulo

segunda-feira 13 de junho de 2016| Edição do dia

Sabe aquela cidade que nunca dorme? Aquela cidade que é a mais rica, populosa, globalizada e “importante” do país, do sub-continente talvez. Aquela cidade que se orgulha por conduzir e não ser conduzida. Aquela cidade que é famosa por seus museus e exposições chiquérrimas. Aquela cidade que recebe um monte de evento importante. Aquela cidade que tem aqueles prédios altos, meio doidos, super conhecidos, que tem uma avenida cartão-postal cheia de arranha-céu, torres e antenas. Aquela cidade lá, que tem nome de santo e que se diz multicultural. Aquela cidade que tem um prefeito que anda de bicicleta…
Então, naquela cidade, um homem morreu de frio. Nada mais e nada menos que frio. Frio.
F r i o.

* publicado originalmente em
http://brunoportela4.tumblr.com/post/145730652964/cidade-fria-uma-mini-cr%C3%B4nica




Tópicos relacionados

Cultura

Comentários

Comentar