Educação

Cerca de 4 milhões de alunos abandonam os estudos durante a pandemia

Segundo a pesquisa do Datafolha, aproximadamente 4 milhões de estudantes interrompem seus estudos frente a pandemia do coronavirus no ano de 2020.

sexta-feira 22 de janeiro| Edição do dia

imagem: Agência Publica

Dentre os abandonos consultados, 10,8% se encontra no ensino médio, 16,3% no ensino superior e 4,8% no fundamental. A amostra do Datafolha evidencia que mais de 80% dos estudantes do ensino fundamental e médio eram de escolas públicas e 42% daqueles que abandonaram o ensino superior foram por falta de condição financeira para o pagamento das mensalidades. O abandono escolar é um fator que evidencia o quanto a desigualdade social e econômica foi agravada e evidenciada pela pandemia do Corona vírus.

Os estudantes que tiveram suas aulas presenciais interrompidas foram totalmente abandonados pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido),pelo MEC e reitorias, sujeitando os alunos a condições precárias de estudo e sem a assistência devida. Questões financeiras e a falta de acesso as aulas remotas são os principais motivos de abandono das escolas entre a população mais pobre. Muitos estudantes não tem aparelhos para o acesso as aulas remotas, e muitos outros –devido ao alto desemprego de famílias na pandemia- são obrigados a trabalhar para complementar a renda familiar, reduzindo sua disposição e condição para acompanhamento das aulas.

Enquanto bilionários brasileiros aumentaram sua fortuna durante a pandemia, os bancos lucram 28,4 milhões de reais com liberações de créditos por parte do ministro Paulo Guedes, a maior parte da população sofre as consequências árduas da exploração e da desigualdade, onde estudantes abandonam seus estudos por situações precárias de vida, estudo e falta de condições financeiras. Pela união da juventude e trabalhadores contra esse sistema de opressão e para que as aulas sejam decididas e controladas pelos próprios alunos, professores e pelos trabalhadores profissionais responsáveis, tomando decisões em conjunto de forma colaborativa e democrática entre todos os atuantes.




Tópicos relacionados

EAD   /    Universidades Federais   /    Universidade   /    Educação

Comentários

Comentar