Política

A FAVOR DE LULA

Carmen Lúcia muda de voto e STF decide a favor da suspeição de Moro no julgamento de Lula

Decisão da ministra altera o placar e torna Sergio Moro parcial nos julgamentos de Lula.

terça-feira 23 de março| Edição do dia

A ministra Carmen Lúcia havia decidido a favor de Moro em 2018, mas hoje decide a favor da suspeição de Moro, anulando os processos a Lula, incluindo os casos do Triplex, do sítio de Atibaia e também das doações feitas ao Instituto Lula.

Decisão da ministra é feita após Kassio Nunes, ministro indicado por Bolsonaro, ter acalmado os ânimos bolsonaristas. Mas a decisão foi infrutífera, uma vez que agora o placar muda e Sergio Moro passa a ser considerado parcial para julgar o ex-presidente.

Leia mais: Lula e o xadrez golpista por trás da decisão de Fachin

A parcialidade de Moro, e portanto a anulação integral de toda a condenação de Lula, ainda pode ser votada no plenário do STF. A votação de hoje foi na segunda turma, onde apenas 5 ministros votaram. Carmen Lúcia fez questão de afirmar a parcialidade no caso de Lula, mas não de Sergio Moro no conjunto da operação Lava-Jato, indicando favorecimento à operação recheada de ilegalidades e arbitrariedades.

O processo de conjunto está inserido nas disputas entre distintos atores do poder judiciário que há anos vem arbitrando e decidindo sobre a política nacional brasileira. O mesmo STF que hoje vota contra Moro é o mesmo STF que permitiu o golpe de 2016, manipulou as eleições em 2018 em benefício de Bolsonaro e avalizou reformas neoliberais que hoje massacram a população mais pobre e os trabalhadores. Não é possível confiar nessa instituição golpista que determina os rumos do país.




Tópicos relacionados

Kassio Nunes Marques   /    Prisão de Lula   /    Julgamento de Lula   /    Edson Fachin   /    Cármen Lúcia   /    STF   /    Operação PF contra Lula   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar