×
Rede Internacional

CPI DA COVID | Carlos Wizard não comparece para depor nesta quinta-feira na CPI da covid

O empresário é suspeito de compor o "gabinete paralelo", orgão extraoficial que supostamente aconselharia o presidente Bolsonaro em relação ao combate à pandemia, e não compareceu para sessão marcada de depoimento hoje.

quinta-feira 17 de junho | Edição do dia

IMAGEM: FOTO: MARCOS OLIVEIRA/AGÊNCIA SENADO

O empresário bolsonarista Carlos Wizard, suspeito de ser integrante do “gabinete paralelo”, não compareceu ao depoimento marcado nesta quinta-feira (17) na CPI da covid. O gabinete vem sendo apontado como um grupo de conselheiros extraoficiais do governo Bolsonaro em relação ao combate à pandemia.

Saiba Mais: “Ministério paralelo” ao da Saúde aconselha Bolsonaro na gestão negacionista da pandemia

Com o seu não comparecimento, o presidente da CPI e senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou no mesmo dia que vai pedir à Justiça para que haja uma condução coercitiva do empresário à CPI, assim como a retenção de seu passaporte. Além da suspeita de participação do gabinete, Carlos Wizard vem sendo investigado por supostamente dar apoio financeiro para a propaganda de fake news em relação à pandemia.

Leia também: Enquanto mentem na CPI, golpistas avançam em privatizações

Wizard chegou a reivindicar o direito de não ir para a reunião da CPI sem ser preso, assim como o direito de ficar em silêncio durante a reunião, recorrendo ao próprio STF para garantir esses pedidos. Até então, o ministro do STF Luís Roberto Barroso deu o aval para que Wizard pudesse ficar em silêncio durante a reunião, entretanto, o empresário não compareceu na CPI.

Saiba Mais: A CPI não é pra salvar vidas, é pra salvar o regime do golpe




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias