Política

ELEIÇÕES 2020

Candidatos apoiados por Bolsonaro são derrotados novamente nas urnas neste segundo turno

Seguindo a tendência do primeiro turno, os candidatos de Bolsonaro levaram para casa um rotundo fracasso nas eleições municipais de 2020.

segunda-feira 30 de novembro de 2020| Edição do dia

Dos candidatos apoiados por Bolsonaro, apenas o Delegado Pazolini (Republicanos) venceu, em Vitória (ES). Já os candidatos Capitão Wagner (PROS) em Fortaleza (CE), Duarte (Republicanos) em São Luís (MA), Delegado Eguchi (Patriota) em Belém (PA), Marcelo Crivella (Republicanos) no Rio de Janeiro (RJ) e Delegada Danielle (Cidadania) em Aracaju (SE) foram todos derrotados. Sendo que na maior cidade da América Latina, São Paulo, seu candidato Celso Russomanno já havia ficado de fora no primeiro turno.

Os candidatos do partido do vice-presidente Mourão (PRTB) também se deram mal nos resultados eleitorais.

No primeiro turno o cenário não foi diferente. De 13 candidatos a prefeito que o reacionário presidente apoiou, apenas dois foram eleitos; e dos 45 candidatos a vereador que apoiou, 33 não se elegeram. A importante derrota mostra que para muitos era melhor não terem nem se candidatado colados em Bolsonaro.

Dessa forma, ainda que indiretamente, o resultado das eleições 2020 é uma derrota para Bolsonaro, já que ficará ainda mais vulnerável aos partidos do chamado Centrão. Contudo não pode-se minimizar ou esquecer o fato de que o bolsonarismo segue vivo e está presente em diversas siglas que venceram ao redor do país, não somente naquelas candidaturas que Bolsonaro declarou seu apoio quase que amaldiçoado. O governo de Bolsonaro e Mourão e o bolsonarismo, bem como o centrão que agora se fortalece para aprofundar os ataques, só poderão se derrotados na luta dos trabalhadores, da juventude, mulheres, negros e lgbts.

Para uma análise mais completa das eleições 2020, leia o artigo de André Barbieri.




Tópicos relacionados

Eleições municipais 2020   /    Eleições 2020   /    Governo Bolsonaro   /    Hamilton Mourão   /    Jair Bolsonaro   /    Centrão   /    Política

Comentários

Comentar