Sociedade

RACISMO À BRASILEIRA?

Brutal assassinato de criança Kaingang em Santa Catarina

O crime aconteceu na rodoviária de Imbituba, Santa Catarina. Vitor de apenas dois anos, estava sendo amamentado pela mãe, quando um homem se aproximou, brincou com o neném e depois o degolou com um estilete, enquanto os pais se desesperavam para tentar salvar a vida da criança o assassino fugiu sem maiores problemas.

sábado 9 de janeiro de 2016| Edição do dia

Vitor era oriundo da Aldeia Kondá, localizada no município de Chapecó, Oeste de Santa Catarina. Vítor estava na rodoviária com os pais e outros dois irmãos, um de seis anos e outro de doze.

Pela natureza do crime, podemos afirmar que se trata de um crime de cunho racista e que busca o intento de exterminar os povos indígenas de nosso país, vale ressaltar que o povo Kaingang vem há séculos sofrendo perseguições e descriminações de todo o tipo.

Para surpresa geral a polícia militar deu por resolvido o caso em poucos minutos, como de costume prendeu num bairro pobre, um presidiário que se encontrava gozando de indulto de Natal. A questão é que na Delegacia tanto os pais como outra testemunha não reconheceram o suspeito.

Segundo o CIMI - Conselho Indígena Missionário-, que acompanha o caso, o assassinato pode estar relacionado a correntes segregacionistas ou a grupos neonazistas que atuam na região e que vêem praticando atos contra índios, negros, pobres e homossexuais.

É muito comum ver mensagens racistas nas redes sociais, bem como ações de meios de comunicações de massa e inclusive discursos de deputados ligados ao agronegócio e ao latifúndio contra os direitos dos povos indígenas.

Temos noticiado casos de violência contra indígenas em todas as partes do país, sendo que nos últimos dias tivemos pelo menos cinco assassinatos no Maranhão, Tocantins, Paraná e Santa Catarina, sem falar nas denúncias de ataques contra os Guarani-Kaiowaá em cidades da Fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

Fazemos responsáveis por esses crimes o latifúndio e suas organizações e políticos por estes financiados, também fazemos responsável o governo Dilma e seu Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, que nada fazem para resolver essa verdadeira chaga que se chama questão indígena. Exigimos punição a todos os envolvidos, mandantes e executores dos assassinatos! Expropriação sem indenização de todas as terras indígenas invadidas!




Tópicos relacionados

Indígenas   /    Sociedade   /    Racismo

Comentários

Comentar