Sociedade

TRANSFEMINICIDIO

Brasil segue sendo o país que mais mata transexuais e travestis no mundo

Estudo revelado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), que sairá na próxima quarta(29), revela que Brasil mantém a vergonhosa primeira posição no ranking de assassinato de pessoas trans.

terça-feira 28 de janeiro| Edição do dia

Em dossiê a ser apresentado nesta quarta, o dia nacional da visibilidade trans, a Antra revela dados absurdos. Os números revelam que o Brasil mantém o posto de país que mais mata transexuais e travestis no mundo. Em 2019 foram pelo menos 124 casos. Leva-se em consideração também que este número divulgado pela Antra demonstram apenas casos revelados pela mídia, e há subnotificação dos casos pelas autoridades.

Com a chegada de Bolsonaro ao poder e o aumento e avanço do conservadorismo nas mais diversas áreas da sociedade, o segmento social LGBT foi um do que mais demonstrou receio do que estaria a vir. Transexuais e Travestis em particular, por ser um segmento social já extremamente colocado a margem, com uma expectativa de vida de 35 anos, um número assustador.

Esses números devem servir para nós como intensificador do combate a transfobia e principalmente daquele que dissimuladamente dizem advogar em prol das “famílias” e se utilizam desse indistinto conceito para destilar ódio as pessoas trans.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Homofobia e Transfobia   /    Sociedade

Comentários

Comentar