Sociedade

Brasil bate recorde de mortes por covid-19 em 24h, enquanto população segue sem acesso à vacina

Com 1582 mortes, Brasil atinge recorde de mortes por covid-19 em 24h. O número de mortes pela doença tem vinculação direta com a falta de políticas voltadas para o combate à pandemia, exibindo a necessidade de um plano universal de vacinação e a de quebra de patentes sobre as vacinas.

sexta-feira 26 de fevereiro| Edição do dia

Foto:Adek Berry / AFP / CP

Atingindo dados alarmantes, o Brasil governado por Bolsonaro volta a atingir recorde de mortes pelo Coronavírus, um dia após o país chegar a 250 mil mortes. Conforme os dados disponibilizados pelo Consórcio de Veículos de Imprensa, hoje foram registradas cerca de 1582 mortes pelo país.

Leia também: Bolsonaro se recusa a assinar com Pfizer, mas isenta AstraZeneca de responsabilidade sobre a vacina

Os dados apresentados pelo consórcio estão diretamente relacionados com outros fatores que agravam a crise sanitária em curso, como as reformas econômicas que agravaram as condições de vida da população e que foram aprovadas por Bolsonaro e outros atores que compõem o regime brasileiro, como o STF, a câmara e o senado.

Além das reformas econômicas, o processo de privatização do SUS e a ausência de políticas para combater a pandemia, levadas a cabo pelos atores mencionados acima e pelos governadores e prefeitos também se configuram como elementos que levam o país a apresentar dados alarmantes.

O recorde atingido, fruto da priorização dos lucros dos empresários, mostra a necessidade de quebra das patentes para um plano universal de vacinação, que precisa estar articulado com políticas de combate à pandemia, como testes massivos e a estatização dos eleitos, sob controle dos trabalhadores da saúde. Sem isso, a população trabalhadora, que representa a maior parte desses dados, seguirá refém da irracionalidade do sistema atual que funciona pelo lucro em detrimento da vida.

Pode interessar: "Guerra pelas vacinas": frente à irracionalidade capitalista, anulação das patentes e vacinas para todo mundo




Tópicos relacionados

Crise na Saúde   /    COVID-19   /    Pandemia   /    Governo Bolsonaro   /    Sociedade   /    Saúde

Comentários

Comentar