×

Medida provisória | Bolsonaro decreta MP que cria programa habitacional para membros de forças repressivas

Para agradar a sua base de apoiadores, Bolsonaro assina MP que cria programa habitacional de subsídios para policiais, bombeiros e demais categoria militares.

segunda-feira 13 de setembro | Edição do dia

Nesta segunda (13), o presidente Bolsonaro assinou uma medida provisória que cria um programa habitacional com subsídios para agentes de segurança pública. O programa irá beneficiar policiais, bombeiros, agentes penitenciários, peritos e guardas municipais que poderão contratar crédito imobiliário. O governo poderá gastar com subsídios até 100 milhões de reais dos cofres públicos.

O programa, chamado de Habite Seguro, será pela Caixa Econômica Federal, que estima que o subsídio pode chegar a R$ 2.100 para tarifa de contratação e até R$ 12 MIL no valor de entrada do imóvel. Os valores ainda podem ser somados aos subsídios do programa Casa Verde e Amarela.

A MP mostra um claro movimento político de Bolsonaro para agradar a sua base de apoiadores que são policiais, guardas e militares. Ainda mais nesse momento em que houve um recuo de seu discurso mais radical e golpista e que tem decepcionado a sua base mais dura. Não é a primeira vez também que o presidente faz acenos aos policiais e militares. No ano passado, o presidente assinou outra MP para conceder reajuste às polícias Civil e Militar e aos Corpos de Bombeiros do DF.

O texto garantiu ainda aumento a PMs e bombeiros de Amapá, Roraima e Rondônia. Enquanto aumentava os salários dos policiais, ele vetava o aumento do salário dos servidores ao mesmo tempo, categoria que ele e Paulo Guedes querem descarregar todos os efeitos da crise com a reforma administrativa e o avanço das privatizações.

Milhões de trabalhadores seguem sofrendo com o aumento do desemprego, da fome e da miséria, Bolsonaro garante o aumento de privilégio para as forças repressivas que garantem a repressão dos trabalhadores e do povo pobre e negro nas periferias do país. Justamente para fortalecer essas forças para pode seguir aplicando os ataques neoliberais.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias