Mundo Operário

PANDEMIA

Band quer que o povo coma com R$5 diários em meio à pandemia

quinta-feira 1º de abril| Edição do dia

Novas parcelas do auxílio emergencial estão previstas para serem liberadas no próximo dia 06. Serão disponibilizadas 4 parcelas mensais de 250reais para famílias compostas por mais de uma pessoa. As mulheres chefes de famílias monoparentais terão direito a parcelas no valor de 375 reais. Para aqueles indivíduos que residem sozinhos o valor destinado será de 150 reais.

O valor mínimo de 150 reais chega a ser um piada quanto comparado ao preço médio de uma cesta básica ou a itens essenciais para subsistência como um botijão de gás que vem custando mais de 90 reais em diversos lugares do país. Ainda assim, a emissora Band, em matéria divulgada no Jornal da Band busca mostrar que com esse valor tudo se resolveria ao se fazer “muita conta para garantir a comida na mesa.

O jornal convidou uma nutróloga para mostrar como garantir 3 refeições diárias e se alimentar com o valor de 5 reais por dia. Esse seria, de acordo com a reportagem, um valor suficiente para garantir uma alimentação básica saudável desde que se utilize a criatividade, se faça muitas contas, boas escolhas e as xepas das feiras. Aparentemente para a Band, uma alimentação baseada em ovos, macarrão, batata e asa de frango é o suficiente e com a qual os trabalhadores devem se satisfazer.
Obviamente a emissora mostra que pouco se importa com as condições de vida dos trabalhadores do povo pobre e que para esses uma vida de xepa, sem carne ou outras variedades é suficiente. A matéria mostra também o descaso do governo Bolsonaro com a população e os trabalhadores que vem sofrendo com o aprofundamento da crise econômica desde o início da pandemia ao destinar o valor de 150 reais de auxílio.

O projeto do genocida e negacionista Bolsonaro, junto com os governadores e agentes políticos desse regime, mostra também sua face ao deixar intacto os lucros capitalistas e destinar aos trabalhadores 5 reais por dia para sua alimentação. Essa agenda econômica, como as medidas de ataques e reformas contra os trabalhadores, são também parte dos planos do golpe que desencadeou na eleição de Jair Bolsonaro.




Tópicos relacionados

Auxílio emergencial   /    Pandemia   /    Coronavírus   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar