×

Aeronautas | Azul propõe atacar folgas para substituir aeronautas afastados por covid

A empresa aérea Azul apresentou para o Sindicato Nacional dos Aeronautas uma proposta de redução de folgas dos aeronautas para combater o déficit de funcionários afastados por conta da covid.

quarta-feira 12 de janeiro | Edição do dia

Foto: reprodução

A proposta apresentada pela empresa será votada no dia de hoje (12) em assembléia é de um acordo coletivo que ficaria em vigor entre 12 de janeiro e 31 de março deste ano, que inclui a diminuição das folgas dos aeronautas e a mudança das escalas que antes seriam mensais e agora passariam, com o novo acordo, a ser quinzenais.

A título de indenização, a empresa pagaria aos funcionários o valor de R$ 463,21 a ser pago como vale alimentação, uma manobra financeira da empresa já que por lei, o vale alimentação pago aos funcionários dão direito ao dobro do valor em isenção fiscal Às empresas, ou seja, a azul praticamente nem colocaria as mãos no bolso.

Pode interessar: Itapemirim, após cancelamento de vôos no natal, deixa trabalhadores sem salário, 13° e vale alimentação

A Azul busca aumentar a carga de trabalho para resolver um problema de falta de funcionários que tem acarretado diversos cancelamentos de vôos nos últimos meses, mas a falta de aeronautas não tem sido um impeditivo para a empresa operar já que, de acordo com denúncias recebidas pelo SNA, a empresa tem operado vôos com tripulação reduzido, o que contradiz as regulamentações de segurança vigentes na aviação.

O SNA, por via de ofício encaminhado à ANAC, relatou que os comandantes que questionavam formalmente a companhia questionando a legalidade da operação com baixa tripulação, recebiam a resposta de que a ANAC havia autorizado os vôos nessas condições pois figuraria uma "exceção à regra”.

Pode interessar: Longas jornadas sem refeição: trabalhadores dos aeroportos com COVID pelo descaso das empresas




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias