Educação

EDUCAÇÃO MINAS GERAIS

Ataque na educação de Minas Gerais: redução de turmas e professores

quarta-feira 8 de fevereiro de 2017| Edição do dia

⁠⁠⁠No mesmo mês em que a deputada Marília Campos (PT) esteve em frente à Escola Estadual Francisco Firmo de Matos anunciando que o governo do Estado de Minas Gerais iria investir $9 milhões em verbas para 29 escolas da região metropolitana, alunos de escolas estaduais ao chegarem a suas escolas se depararam com redução de turmas, trocas de turnos sem aviso prévio e salas superlotadas. No mesmo período de tempo, o governador Fernando Pimentel (PT) também anunciou o corte de $1 bilhão de reais no orçamento do estado, e a área mais afetada foi a educação, chegando a ter cortes de $148 milhões de reais.

A denúncia é feita por alunos da Escola Estadual Pedro Evangelista Diniz, localizada no município de Ibirité-MG. Alunos que no ano passado tinham vaga no turno da manhã e que na renovação da matrícula frisaram que queriam permanecer no mesmo turno, ao chegar no primeiro dia de aula do ano letivo de 2017, foram informados que a turma inteira tinha sido remanejado para o turno da noite e que a decisão vinha da Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais. As trocas foram realizadas sem nem consulta e aviso prévio a alunos desta, e de todas as escolas do estado.

Segundo a direção da escola, foi reduzido de 11 para 8 turmas na escola. Isso se deve a orientação passada pelo Sistema Mineiro de Administração de Escolas (Simade) de que, as salas de aula deveriam comportar no mínimo 40 alunos para que haja autorização da abertura de novas turmas. Com isso, os alunos enfrentam turmas superlotadas com até 52 alunos e falta de espaço para circulação dentro da sala.

Repudiamos qualquer ação da Secretaria de Educação de Minas Gerais que venha a ser tomada sem consulta à comunidade escolar e feita com arbitrariedade, ainda mais se tratando de tal medida que prejudica alunos e impede a contratação de professores, deixando vários desempregados.




Tópicos relacionados

Juiz de Fora   /    Contagem   /    Educação   /    Belo Horizonte

Comentários

Comentar