Política

DESMATAMENTO

Após dados de desmatamento, Bolsonaro demite coordenadora do INPE

Continuando sua política de esconder dados, Bolsonaro demite coordenadora do INPE após os dados sobre o aumento do desmatamento da Amazônia.

segunda-feira 13 de julho| Edição do dia

Tentar esconder casos parece que virou o modus operandi do governo Bolsonaro. Condiz muito com a atuação da ditadura militar, a qual ele tanto venera. No caso do coronavírus, ficou evidente a tentativa de Bolsonaro e seu ministro Pazuello de esconderem os dados.

Na questão ambiental não é diferente. Após dados mostrarem que o desmatamento no Brasil teve a maior alta desde 2016,, Bolsonaro decidiu demitir a coordenadora do INPE responsável pelo monitoramento da Amazônia.

Não é a primeira vez que Bolsonaro faz isso. Desde que assumiu, Bolsonaro vem aplicando um desmonte no órgão, tentando censurar o órgão, desfinanciando-o e demitindo seus diretores.

Capacho do agronegócio, isso tudo apenas exemplifica o que Sales queria falar com "passar a boiada" na reunião ministerial gravada em abril.




Tópicos relacionados

Censura   /    Meio Ambiente   /    Política

Comentários

Comentar