Aos 32 dias de greve, servidores em protesto ocupam Secretaria de saúde e de educação em SP

Nesta quinta-feira (7), servidores públicos de São Paulo, em greve há 32 dias, ocuparam a Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria Municipal de Educação, em protesto contra o SAMPAPREV, reforma da previdência do município.

sexta-feira 8 de março| Edição do dia

Os servidores municipais, que estão em luta há mais de um mês e foram às ruas pelo menos quatro vezes nesse período, reivindicam a revogação da reforma da previdência no município que foi aprovada aumentando de 11% para 14% a contribuição dos servidores municipais. A proposta foi sancionada no dia 27 de fevereiro pelo governador Bruno Covas (PSDB). A prefeitura, que alega um rombo de 5,4 bilhões na previdência municipal para justificar a reforma, segue atacando os direitos dos trabalhadores descarregando a crise em suas costas enquanto mantém seus privilégios.

A greve unificada dos servidores para além da revogação da reforma da previdência municipal, reivindica a valorização dos salários, contra as faltas injustificadas, os cortes de ponto e descentralização do SAMU, que afeta diretamente a população e os trabalhadores. O movimento conta com o apoio da comunidade, pai e mães de alunos que marcharam junto aos servidores em greve.

O SINESP (Sindicato dos especialistas de Educação do Ensino Público Municipal de São Paulo), durante o ato, foi recebido pelo Secretario Municipal de Educação, Joao Cury Neto, e apresentou as pautas de reivindicação dos servidores. Um ponto bastante exaltado foi o direito de greve que segue sendo ameaçado com os cortes nas folhas de ponto.

A luta dos servidores continua em assembléia que ocorrera hoje as 14hrs em frente a prefeitura e ato as 16 hrs na Av. Paulista

Leia Também: Professores e servidores de SP unificam luta contra o SAMPAPREV à luta contra Reforma da Previdência de Bolsonaro




Tópicos relacionados

Servidores Públicos   /    Professores São Paulo   /    Reforma da Previdência   /    Greve   /    São Paulo

Comentários

Comentar