×

PANDEMIA | Álvaro Dias concede isenções para grandes hotéis de Natal enquanto faltam leitos nos hospitais

Os benefícios anunciados por Álvaro Dias (PSDB) visa atender a sede de lucro dos empresários, garante a prorrogação de prazos para que o setor de hotéis e pousadas recolha o Imposto Sobre Serviços (ISS), que já entrará em vigor nessa quinta-feira (25), e prevê uma carência no pagamento do Simples Nacional pelos próximos três meses.

quinta-feira 25 de março | Edição do dia

Enquanto sobra sensibilidade de Álvaro Dias aos empresários, o caos no sistema de saúde na cidade e em todo RN, continua atingindo os mais necessitados, os trabalhadores, que sofrem com a falta de UTIs, insumos, testes, a ameaça de falta de oxigênio e vacinas. Até agora são 1661 óbitos confirmados somente em Natal, em todo RN somam 4209 mortos pelo descaso do negacionista Bolsonaro e as medidas insuficientes dos demais governos, inclusive Fátima Bezerra e Álvaro Dias, que estão a serviço dos interesses dos capitalistas. Sem um plano que garanta efetivamente o enfrentamento a pandemia do coronavírus o caos na saúde tende a permanecer fora do controle.

Enquanto a maioria dos hospitais da capital e do estado estão lotados, em colapso e com gente morrendo nas filas, os quartos dos hotéis que estão vazios e o prefeito está preocupado em salvar seus lucros, concedendo ainda essas isenções. Deveriam ser reconvertidos imediatamente para espaços de isolamento voluntário, através de uma política de testagem massiva, e que fossem equipados com leitos de UTI, sob controle dos trabalhadores da saúde. O tratamento dos que passam por casos graves e ficam com sequelas respiratórias, necessitando inclusive de oxigênio, poderiam ser realizados também nesses espaços.

O discurso do prefeito, que afirma conceder esses benefícios aos empresários “para manter os empregos”, na realidade se mostra uma mentira. No último trimestre de 2020, a porcentagem de desempregados fechou em 15,5%, representando 228 mil potiguares sem emprego, acima da média nacional, de 13,5%, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), a maior taxa de desemprego desde 2012, já o total de pessoas que trabalham por conta própria somam 353 mil, resultado da crise econômica internacional que se aprofundou com a crise sanitária e os ataques de Bolsonaro e os golpistas, como as reformas trabalhistas e o Teto de gastos, para manter os lucros da patronal.

Também nessa quarta-feira (24), em meio ao momento mais caótico da pandemia, a câmara municipal de Natal aprovou o projeto que define atividades escolares são serviços essenciais durante a pandemia. Escandaloso. Isso deixa evidente como os parlamentares de Natal, aliados do prefeito estão a serviço de garantir os interesses dos empresários, colocando a vida de milhares de trabalhadores em risco.

Somente um plano emergencial de trabalhadores e anticapitalista pode enfrentar de fato a pandemia e atacar os interesses dos capitalistas. É necessário a reconversão industrial da produção de insumos, leitos, testes e oxigênio, a anulação das patentes das vacinas para garantir a vacinação para todos, unificação do sistema público e privado sob controle dos trabalhadores e um auxílio de no mínimo um salário mínimo pode garantir uma quarentena racional e um sistema de saúde que atenda a todos que precisam.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias