×

Militarização da educação | Alunos de colégio militar são obrigados a tirarem agasalhos no frio de 6ºC

Militares de um colégio militar em Goiânia, que não vivem sem os privilégios concedidos pelo governo federal, obrigaram estudantes que não tinham paletó da escola a tirarem os seus agasalhos e a passarem o dia sem blusa de frio: com a temperatura a 6ºC, alguns alunos choraram e outros passaram mal.

sexta-feira 20 de maio | Edição do dia

Imagem: Google View

No dia mais frio da cidade desde 1977, os militares do colégio militar do Guanabara, em Goiânia, que não vivem sem leite condensado, picanha e viagra recebidos pelo governo federal, obrigaram os alunos a tirarem as blusas de frio que não eram do colégio e a passar o dia sem agasalho.

Confira: 10 escândalos das Forças Armadas com dinheiro público durante o governo Bolsonaro

Expostos ao frio de 6ºC, mais de 30 estudantes ficaram sem blusa: alguns choraram e outros passaram mal. Os alunos que estavam agasalhados, ainda tiveram que passar trinta minutos na quadra "em forma", das 6h45 às 7h15, horário que registrou a temperatura mais fria do dia.

Segundo o relato de uma das alunas, o subcomandante ainda disse que quem não tem dinheiro para comprar o paletó do colégio "não é merecedor do colégio militar": um comentário quase cômico, se não fosse trágico, vindo dos militares que vivem das regalias e privilégios concedidos pelo governo enquanto o povo passa fome, vive na miséria, e morre de frio pelas ruas do país.

Mamata fardada: Enquanto trabalhadores são jogados na fome, militares tem ganhos acima da inflação

Os militares, representação da instituição mais hipócrita e reacionária do Estado, defensora dos interesses da burguesia e repressor das lutas populares, hoje ocupam espaço na gestão de Bolsonaro e ameaçam os trabalhadores e a juventude com seu autoritarismo, seja dentro das escolas ou do governo. É necessário lutar, através da mobilização dos trabalhadores junto ao povo pobre, pelo fim de todas as instituições policiais, que assassinam os trabalhadores e a juventude, principalmente negra, bem como pela expulsão dos militares do governo.

Leia também: Por que as candidaturas de policiais vão na contramão da independência de classe do Polo Socialista Revolucionário?




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias