RIO DE JANEIRO

A direita e seus números de puro ’caô’, mídia os reproduz para apagar Junho

segunda-feira 14 de março de 2016| Edição do dia

O MBL e outros organizadores do ato no Rio de Janeiro divulgaram numerosos delirantes e fantasiosos, em bom carioquês um tremendo caô. Divulgaram números entre 700 mil e um milhão de presentes no ato. O Jornal O Globo sem ficar vermelho de vergonha publicou estes números fantásticos na sua edição de hoje. É uma operação ideológica de fazer os atos, grandes, mas não recordes de ontem se agigantarem e apagar junho.

Chama a atenção que a própria Rede Globo falou ontem, ao vivo, em 8 quarteirões e na matéria de hoje repetiram esta informação. Divulgamos abaixo imagem da Rede Globo, utilizamos a mesma para calcular a área usando o Google.

É todo um feito numérico chegar num "quase reveillon" com somente 8 quarteirões. Nem com técnicas circenses de um subir em cima do outro conseguiríamos que a multidão verde-amarela de maioria de classe média junto a empresários com suas babás negras (como viralizou nas redes desde ontem) a tira-colo conseguissem tal feito.

Oito quarteirões na área entre Copacabana e Leme onde a foto da Rede Globo se remete dão 32500m2 dos prédios a areia da praia, havendo dois manifestantes por metro quadrado, um número exagerado para as fotos “no chão” que a própria mídia mostrou dão 65mil manifestantes e não os números absolutamente inflados.

No Rio não há números da PM pois o governador Pezão (PMDB) não quer abrir crise com parte de sua base que apoia o impeachment (como o vice Dornelles) nem com sua aliada Dilma, os números poderiam desagradar uns ou outros e por esta via abrir mais questionamentos a sua polícia, que já bastam seus Amarildos, Cláudias e escândalos de corrupção para tal.

A operação ideológica de aumentar, ou melhor multiplicar os números de hoje contrasta com a operação ideológica de diminuir radicalmente os números das manifestações de junho de 2013.

Para exemplificar este argumento, lembremos que para o Globo e a polícia haviam somente 100 mil na Presidente Vargas, o jornal O Dia falou em um milhão.
Veja a foto do que para Globo pode ser 10 vezes menor que oito quarteirões em Copa,

Naquele dia, como mostra a foto os manifestantes tomaram da Candelária a prefeitura a Presidente Vargas inteira, em muitos lugares com uma densidade de invejar o carnaval, usando o Google vemos que a metragem desta área é 320.000m2 sem contar os espaços debaixo das marquises onde milhares se refugiavam das bombas da polícia. Se houvesse somente dois manifestantes por metro quadrado, o que distava totalmente da realidade, teríamos 640mil manifestantes naquele dia. Bem, até um jornal burguês, O Dia falou em um milhão, porque era evidente que havia em alguns quarteirões mais dispersos e outros com 4, 5 manifestantes por metro quadrado. Seguramente, mais de 20 vezes o que o ato de direita de ontem.




Tópicos relacionados

Manifestação da direita 13/3   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar