Sociedade

TRAGÉDIA EM MINAS GERAIS

A Vale também é culpada pela tragédia

O Esquerda Diário entrevistou ativistas e moradores de Antônio Pereira, distrito de Mariana vizinho do distrito de Bento Rodrigues, que junto a Paracatu foi devastado pela lama de rejeitos da mineração da Samarco.

sábado 14 de novembro de 2015| Edição do dia

O Esquerda Diário entrevistou Vilma Rodrigues, Vander Leitoa e Marlete Deusdete, moradores e ativistas sindicais da região de Antônio Pereira, distrito de Mariana vizinho do distrito de Bento Rodrigues, que junto a Paracatu foi devastado pela lama de rejeitos da mineração da Samarco.

O vídeo foi gravado próximo à barragem Doutor, da Vale, situado a poucos quilômetros das casas de moradia da população local, que além de sofrer com os danos da mineração a mando dos capitalistas, como a poluição do lençol freático, seca das nascentes, problemas respiratórios, sente na pele o medo de poder serem os próximos atingidos em futuros rompimentos de barragens.

Como explica uma das entrevistadas, Marlete, a região que foi habitada por quilombos que resistiram à dominação portuguesa e sua exploração mineral a mando das metrópoles, hoje vive o drama da espoliação capitalista de empresas como a Vale que mantêm-se até hoje com lucros enormes com ajuda do BNDES, a exploração do trabalho precário e das péssimas condições de vida em que submete a população das zonas em que instala seus negócios.

Confira no vídeo a seguir.




Tópicos relacionados

Tragédia em MG-ES   /    Sociedade   /    Belo Horizonte

Comentários

Comentar