PETROBRAS

A Petrobras fatura centenas de bilhões mas não garante sequer testes para Coronavírus

Uma empresa que fatura centenas de bilhões de reais ao ano, desenvolve tecnologias pioneiras para extração de petróleo em águas ultra-profundas não consegue comprar testes para Coronavírus para todos petroleiros próprios, terceirizados e familiares expostos ou que que demandarem testes?

sábado 21 de março| Edição do dia

Há casos positivos para o Coronavírus, atestados clinicamente com testes, de petroleiros em mais de uma unidade, há outros afastados com sintomas mas sem laudo comprovando a infecção. As medidas adotadas pela empresa não garantem a integridade física de nenhum petroleiro e de seus familiares. Uma medida elementar de controle é a testagem massiva de todos petroleiros próprios, terceirizados e seus familiares que tiveram potencial exposição ao Coronavírus ou que assim desejarem, com posse dessa informação medidas de controle podem ser tomadas, sem ela casos assintomáticos podem continuar transmitindo a doença colocando vidas em risco só para manter a produção e os lucros por fora das necessidades de cada petroleiro e de todo o país.

Além dos casos confirmados há outros casos onde trabalhadores com sintomas da COVID-19, que seguem desempenhando suas funções normalmente, sem ter ao menos testes para as unidades e plataformas que correm o risco de ter outros petroleiros infectados e transmitindo o vírus para suas famílias. A situação é ainda mais dramática nas plataformas onde o confinamento aumenta exponencialmente o risco, como já se sabe, até mesmo com estudos científicos a partir do grau de contágio mais elevado que ocorreu em diversos cruzeiros pelo mundo.

A falta de testes massivos por parte do Estado e da empresa trata-se de um criminoso descaso com a vida de milhares de petroleiros e suas famílias. A empresa deveria garantir testes tanto para os efetivos, quanto para os terceirizados, e seus familiares, mas o cenário é totalmente oposto. Há testes prontos para serem comprados no mercado mundial, testes estão disponíveis para autoridades presidenciais quando governantes querem, porque também não poderiam estar disponíveis para os trabalhadores brasileiros em geral e particularmente para aqueles que trabalham na maior empresa do país? Só pela via da responsabilização da maior empresa do país centenas de milhares de pessoas potencialmente expostas já poderiam estar testadas.

A medida que a crise gerada pela precariedade do sistema de saúde avança, questões devem ser levantadas, sobretudo, acerca da capacidade da própria Petrobrás em resguardar a saúde dos petroleiros e dos terceirizados. As medidas tomadas pela empresa não impedem a continuidade da propagação do vírus, e portanto colocam vidas em risco na empresa e em todo o país.

Nesse descaso todo há uma forte contradição, a Petrobras que desde o CENPES desenvolveu tecnologia para a extração em águas-profundas, algo que nenhuma empresa do mundo havia conseguido até então, que fatura centenas bilhões de dólares por ano não consegue comprar kits de teste para efetivos e terceirizados e suas famílias onde teve casos de contaminação. Não pode ser que a maior empresa do país com um potencial tecnológico e científico incrível que tem altas margens de lucros por ano não consiga garantir o mínimo para os trabalhadores que são os kits de testes de swap e outras tecnologias, algo que poderia impedir que o vírus contaminasse ainda mais trabalhadores, assegurando inclusive a saúde de seus familiares.

A burocrática e arbitraria decisão de que todo petroleiro antes de embarcar ficará em quarentena por 7 dias é burocrática, deshumana e ineficiente. Ela é deshumana porque tira um petroleiro de sua cidade-natal e de sua família por 1 semana no meio dessa crise e ineficiente porque sem testes essa política só serve para barrar os casos sintomáticos, e nada impede que algum caso assintomático seja levado para as plataformas e infecte pessoas lá, já que a literatura científica afiram que casos não sintomáticos transmitem, e o período de incubação pode chegar a 14dias. O que a deshumana quarentena pre-embarcação garante? Nada.

A mesma lógica se impõe para cada unidade operacional em terra e para todas unidades administrativas, sobretudo a aquelas onde aparecerem casos nos na janela de tempo de 14 dias após a implementação de home office.

A Petrobras possui recursos financeiros para garantir esses testes de maneira massiva, essa deve ser parte das exigências dos sindicatos e das federações como a FUP e a FNP, a única maneira para que se estabeleça quarentenas e isolamento eficazes é testando para identificar os infectados sintomáticos e assintomáticos. Toda riqueza que a Petrobras produz deve estar a serviço do povo brasileiro, isso passa por questionar qual produção é necessária agora, como colocar seus recursos a serviço da população e também por algo tão elementar como testes clínicos para Coronavírus, para esse conjunto de medidas se faz necessário avançar a que a Petrobras seja 100% estatal e administrada democraticamente pelos trabalhadores.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Petrobras

Comentários

Comentar