×

Quem mandou matar Marielle? | 7 meses após morte de Marielle, Ronnie Lessa recebeu R$ 100 mil em espécie e movimentou milhões

Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle Franco e Anderson Gomes, e sua esposa tiveram nova prisão preventiva nessa quinta-feira (14) por lavagem de dinheiro. Investigação mostra que, 7 meses após assassinato de Marielle, Lessa recebeu R$ 100 mil em espécie. Segue, ainda, a questão de quem mandou matar Marielle.

sexta-feira 15 de outubro | Edição do dia

A investigação da Polícia Civil do Rio de Janeiro e do MPRJ apontou uma movimentação de R$ 5.729.013,40 nas contas bancárias de Lessa e de “laranjas” durante os anos de 2014 a 2019. Sua renda mensal declarada é de R$ 7.095,05. Apenas em negociação de armas entre 2014 e 2018, foram mais de R$ 630 mil em transações.

- Para saber mais detalhes sobre o caso Marielle e saber sobre a necessidade de haver uma investigação independente para esse caso, ouça o nosso Podcast Feminismo e Marxismo, episódio 42: Justiça para Marielle!

O valor mais suspeito, no entanto, é o de R$ 100 mil em espécie que Lessa recebeu poucos meses após a morte da vereadora carioca do PSOL. Até o momento nenhuma investigação feita pela polícia conseguiu apontar os verdadeiros mandantes do crime.

Lessa está preso desde março de 2019 em penitenciária em Campo Grande. Sua esposa foi presa também nessa quinta-feira pelo mesmo crime de lavagem de dinheiro. Além dela, também são acusados de participar no esquema seu irmão, Denis Lessa, e um amigo, Alexandre Motta de Souza.

Válido lembrar que, além de miliciano, Lessa também é vizinho de Bolsonaro.


Marcada com o número 1, a casa 58 pertence a Jair Bolsonaro, no Vivendas da Barra; o imóvel fica perto da casa 66, marcada com o 2, de Ronnie Lessa. O outro suspeito do crime disse que iria à casa de Bolsonaro Foto: Arquivo O Globo




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias