×

Desemprego na pandemia | 54% dos moradores de Favelas do Rio perderam emprego durante a pandemia

Pesquisa feita pelo Coletivo Movimentos mostra que 54% dos moradores de Favelas do Rio de Janeiro que tinham empregos formais perderam seus postos de trabalho durante a pandemia de covid-19.

segunda-feira 27 de setembro | Edição do dia

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Levantamento de dados do Coletivo Movimentos, coletivo de jovens ativistas de favelas do Rio de Janeiro, mostra que 54% dos moradores de Favelas da cidade do Rio de Janeiro perderam seus empregos durante a pandemia de Covid-19.

Os dados são parte da pesquisa “Coronavírus nas favelas: a desigualdade e o racismo sem máscaras” que elenca e diversos dados sobre como a pandemia de coronavírus afetou a vida das populações das favelas do Rio de Janeiro. A pesquisa foi realizada em três das principais favelas do Rio, a Cidade de Deus e nos Complexos do Alemão e da Maré.

A pesquisa traz dados sobre o perfil socioeconômico, violência Covid-19 e acesso à saúde, uso de drogas e impactos da pandemia na saúde mental das populações destes locais.

Além dos dados sobre os 54% de trabalhadores que residem nestes locais e perderam seus empregos a pesquisa mostra ainda que pelo menos a metade dos entrevistados, cerca de 50%, se sentiu prejudicado diretamente pelos impactos da pandemia. 64% dos moradores destes locais solicitaram o auxílio emergencial da pandemia, mas somente metade dos que solicitaram conseguiram de fato ter acesso ao benefício.

Os pesquisadores ouviram quase mil pessoas destes locais entre setembro e outubro de 2020 e você pode conferir o restante da pesquisa pelo site do Coletivo.

Leia também: Mil dias de governo Bolsonaro: 600 mil mortes, 14 mi de desempregados, fila por osso, e devastação ambiental




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias