×

Crise climática | 30 cidades do Maranhão estão em estado de emergência por conta das chuvas: o capitalismo é responsável!

O estado do Maranhão está passando por uma situação emergencial devido às fortes chuvas. 30 cidades estão em estado de emergência, e mais de mil famílias estão desabrigadas. A ganância capitalista é a responsável pela crise climática!

segunda-feira 13 de maio | Edição do dia

1 / 1

Em meio à maior catástrofe climática das últimas décadas ocorrendo no Rio Grande do Sul, com mais de 400 cidades afetadas, com casas submersas, uma crise de desabastecimento sem precedentes e mais de 340 mil pessoas desalojadas, agora o estado do Maranhão também pede socorro.

Fortes chuvas atingiram o estado, deixando 30 cidades em estado de emergência, ou seja, uma situação onde os governos municipais podem interditar certas áreas e conseguir recursos extras para atender aos atingidos pela situação. Ao todo, mais de 1000 famílias estão desabrigadas e mais 2000 estão desalojadas por todo o estado.

Esta situação lamentável, ocorrendo em estados tão distintos do Brasil, e com tamanhas diferenças climáticas leva à conclusão de que o determinante para ambas as situações é a crise climática gerada pela ganância capitalista, que destrói o meio-ambiente e causa que eventos climáticos extremos ocorram em uma frequência muito maior do que a natural.

Carlos Brandão, governador do estado do Maranhão, que é do PSB (mesmo partido do vice-presidente da chapa de frente ampla, Geraldo Alckmin), no entanto, disse que a situação é menos preocupante do que momentos anteriores e que a população “já passou por momentos piores”. Um verdadeiro descaso às vidas das famílias desabrigadas e desalojadas, mostrando a indiferença com que o Estado capitalista trata a classe trabalhadora.

Apesar de menos ampla do que a tragédia no Rio Grande do Sul, o programa emergencial para a resolução de toda essa crise climática capitalista ainda é o mesmo: a criação de um comitê independente do Estado que possa administrar e pensar coletivamente as melhores maneiras de resolver a situação, priorizando não os lucros dos capitalistas mas sim as vidas dos atingidos.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias