Juventude

15M NO ABC

15M: Alunos da FAPSS SCS farão assembleia para discutir os cortes e reforma de Bolsonaro

segunda-feira 13 de maio| Edição do dia

Desde o ano passado a gestão do C.A.S.S Marielle, Presente! vem promovendo discussões politicas em torno da figura de Jair Bolsonaro. No período eleitoral se juntou a diversas universidade em todo país e construiu um comitê contra Bolsonaro. Procuramos sempre junto aos estudantes refletir os ataques que se colocavam desde o golpe, a assassinato político de Marielle Franco, a prisão arbitrária de Lula e toda a manipulação que levou a eleição de Bolsonaro.

Nesse primeiros quatro meses, o governo veem mostrado a que veio, com ataques diretos aos trabalhadores. Vemos diversos setores da burguesia com banqueiros, empresários e políticos se articulando para a aprovação da reforma da previdência, que ao contrário do que a mídia quer colocar, não é para acabar cm "privilégios" e sim para descarregar nas costas dos trabalhadores a crise capitalista.

Leia também: 15M: uma só luta contra os cortes de Bolsonaro e a Reforma da Previdência

Bolsonaro desde o período eleitoral discursa contra a educação e o desenvolvimento do senso crítico, com a reforma do ensino médio que busca suprimir da grade curricular matérias como história, filosofia e sociologia. O governo e sua luta frontal contra o que chama de "marxismo cultural", quer acabar com o desenvolvimento do pensamento e transformar a escola num lugar que forme mão de obra barata para suprir os mercados.

Na última semana foi anunciado um corte de 30% nas verbas dos institutos federais, o que significa o fechamento ou o mínimo o sucateamento de diversas instituições reconhecidas internacionalmente. Esse corte justificado inicialmente como "punição" as "balburdias", se coloca como moeda de troca para a aplicação da reforma da previdência, e como forma de impor essa reforma nos centros de produção do conhecimento para que não haja resistência.

Universidades de todo o país estão se mobilizando contra os cortes na educação, mas essa luta não pode estar descolada da luta contra a reforma da previdência. No próximo dia 15 está sendo chamado um dia nacional de luta, no qual professores irão paralisar contra a reforma da previdência e nessa luta diversas universidades pelo país também irão paralisar. A luta contra a reforma e contra os ataques a educação é uma só!

O C.A.S.S, gestão Marielle, Presente! convida todos e todas para a assembleia geral dos estudantes da FAPSS, que discutirá centralmente esses ataques a educação e a previdência e nossa participação no dia 15/05.

Pode interessar: Tese Faísca rumo ao CONUNE: São eles ou nós - que os capitalistas paguem pela crise




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Reforma da Previdência   /    Faísca - Juventude Revolucionária e Anticapitalista   /    Educação   /    ABC paulista   /    Juventude

Comentários

Comentar