www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Domingo 15 de Diciembre de 2019
10:52 hs.

Twitter Faceboock
NORDESTE
Forte impacto da matéria do Esquerda Diário sobre Concurso para professores do Rio Grande do Norte
Pablo Thiago Correia de Moura, de João Pessoa
Ver online

No último dia 8 de julho de 2016 a matéria intitulada: “Aprovados e não convocados: a razão da falta de professores em sala de aula no Rio Grande do Norte” publicada aqui no jornal Esquerda Diário teve relevante e grata repercussão nas mídias sociais, principalmente entre os professores aprovados e não convocados. Até momento supera as 1700 curtidas, o que mostra o interesse como que foi utilizada também em diversas formas na luta.

A matéria tratava do preenchimento de 1.400 (mil e quatrocentas) vagas de caráter imediato, além da formação de cadastro de reserva para cargos de provimento efetivo de Professor e Especialistas em Educação, da Secretaria de Estado da Educação e da Cultura do Estado do Rio Grande do Norte, de acordo com as normas e condições estabelecidas no Edital Nº 001/2015 de 3 de novembro de 2015. Porém, até o momento o referido edital nãofora cumprido em sua totalidade acarretando na falta de professores para atendimento aos alunos em diferentes séries e disciplinas na Educação do Estado do Rio Grande do Norte.

Os professores aprovados e não convocados prestigiaram e apoiaram a matéria de diversas formas nas redes sociais, em especial o facebook. Manifestaram sua indignação na página do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, no twitter do mesmo e também nos grupos organizados pelos professores nas diferentes mídias digitais, coisa que incomodou ao poder político estadual e mostrou o forte impacto da materia.

No período compreendido entre do dia da publicação da matéria (8 de julho de 2016) e hoje (17 de julho de 2016) houve um importante fato quando no último dia 11 de julho o Governo do Estado do Rio Grande do Norte em texto publicado no Diário Oficial do Estado RESOLVE tornar sem efeito a convocação dos candidatos que não se apresentaram. Diz o texto queos candidatos que não se apresentaram na primeira convocação (1 de abril de 2016), e que não pediram reclassificação não poderão assumir.

Dessa forma, o Governo do Estado deveria fazer imediatamente novas convocações utilizando como critério o próprio edital quando trata da convocação do cadastro de reserva para provimento nos cargos, como trata o item 1.3.1 do Edital “As vagas para provimento imediato neste Concurso Público são as indicadas no quadro deste item 1 e totalizam 1.400 (mil e quatrocentos) postos nas DIRECs relacionadas no Anexo II. Contudo, durante o prazo de validade deste certame a Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos – SEARH e a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura – SEEC poderão disponibilizar novas vagas para provimento. Assim, os candidatos aprovados nas provas objetivas, mas não classificados nas vagas imediatas, comporão Cadastro Reserva e poderão ser nomeados de acordo com a necessidade e disponibilidade orçamentária da SEARH e da SEEC”.

Importante informar que nesta última publicação, o Diário Oficial do Estado não deixou explicita a reclassificação solicitada por candidatos aprovados e convocados na primeira chamada em abril, sendo essa uma queixa dos professores frente a referida publicação.Deveriaconstar uma publicação com os aprovados que se apresentaram e que tiveram seus pedidos de reclassificação deferidos.
Reiteramos e defendemos que só a luta e sua articulação com as demais lutas em curso no pais pode garantir uma educação pública, gratuita, melhores condições de trabalho e estudo e nos solidarizamos com a luta dos professores aprovados e não convocados em Rio Grande do Norte.

Exigimos ao Governador Robinson Faria (PSD) acabar com suas manobras dilatórias e a convocação imediata dos professores aprovados, para que possam exercer sua profissão com dignidade.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui