www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 25 de Noviembre de 2020
03:15 hs.

Twitter Faceboock
PAZUELLO DIZ DESCONHECER O SUS
Diana Assunção: “A ignorância de Pazuello sobre o SUS é o retrato do cinismo desse regime”
Redação

Diana Assunção, candidata a vereadora em São Paulo pela bancada revolucionária de trabalhadores do MRT, comentou a escandalosa declaração do ministro da saúde, General Eduardo Pazuello, sobre seu desconhecimento completo em relação ao SUS.

Ver online

Que o governo Bolsonaro nutre um profundo desprezo pela vida dos trabalhadores e do povo pobre é algo que ficou ainda mais claro a cada dia dessa pandemia. Agora, esse desprezo se mostrou novamente na boca de seu ministro da saúde, o general Eduardo Pazuello. Em pronunciamento público durante a campanha do outubro rosa, de prevenção ao câncer de mama, o ministro disse: “Eu não sabia nem o que era o SUS. Porque eu passei a minha vida sendo tratado também em instituição pública, mas específica do Exército. Vim conhecer o SUS a partir desse momento da vida e compreendi a magnitude dessa ferramenta com a qual o Brasil nos brindou”.

O Esquerda Diário ouviu o comentário de Diana Assunção, da bancada revolucionária de trabalhadores do MRT, a respeito da declaração de Pazuello. Veja a seguir o que ela disse:

“A repugnante declaração do ministro da saúde bolsonarista não surpreende, pois a ignorância de Pazuello sobre o SUS é o retrato do cinismo desse regime político cuja finalidade é defender sempre os interesses, os lucros e os privilégios dos ricos. A própria existência do SUS, um sistema de saúde público, gratuito e universal, é uma pedra no sapato da burguesia e só foi conseguida por muita mobilização e luta dos trabalhadores, arrancada como uma concessão em meio à Constituinte de 1988, um processo tutelado pelos militares e que excluiu o povo e qualquer participação sua.

A saúde deveria ser um direito dos mais elementares, garantida plenamente de forma gratuita para toda a população, mas no capitalismo ela é um dos mais lucrativos negócios que pode haver. É justamente por isto que em nossa sociedade um imenso abismo separa o mundo do SUS, da saúde pública que atende a maioria da população e é cada vez mais sucateada e privatizada, da saúde privada – chamada demagogicamente de ‘saúde suplementar’ na Constituição que já previa esse setor como uma fonte de lucros para os capitalistas.

A canalha capitalista, candidatos milionários como Covas e Russomano, jamais colocarão seus pés num hospital público, numa UBS, num posto, exceto para fazer sua demagogia eleitoral e conseguir alguns votos: seu desconhecimento do SUS é igual ao de Pazuello, apenas são mais hipócritas e não o dizem abertamente. Já Pazuello se orgulha de ter desfrutado a vida toda dos privilégios destinados aos militares, que são poupados das filas intermináveis, das péssimas condições que os políticos e patrões relegam à saúde do povo, e são atendidos de forma exclusiva, como um complemento a tantos outros privilégios que Bolsonaro e seu governo de militares fizeram questão de aumentar ainda mais.

O governo de Bolsonaro anteriormente tinha no cargo de ministro Luiz Henrique Mandetta, eleito deputado por meio do financiamento dos grandes lobbys da saúde privada, e um grande defensor dos interesses dos capitalistas desse setor. Esse governo, e também todas as instituições desse regime, defendem esse modelo, em que não apenas Pazuello, mas nenhum político, ministro, juiz, general vá jamais conhecer o que é o SUS e a destruição dele que eles mesmos promovem, pois estarão nos grandes hospitais privados como Albert Einstein e Sírio Libanês pagando fortunas em tratamentos com o dinheiro que eles roubam nos explorando. É nesses hospitais, por exemplo, que os burgueses vão se tratar quando pegam Covid-19, enquanto as UTIs públicas estão sem vagas e muitos dos nossos amigos e familiares morrem em casa sem tratamento adequado. É contra esse regime que nos organizamos, para garantir o direito a um SUS público, gratuito, universal e de qualidade, e a expropriação das grandes empresas de saúde privada para atender o povo.”

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui