www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Martes 26 de Mayo de 2020
13:47 hs.

Twitter Faceboock
GREVE SAÚDE NATAL
Em assembleia, servidores da saúde de Natal mantem forte greve e chamam novo ato essa sexta
Redação Esquerda Diário Nordeste

Nessa quarta-feira, 11, os servidores da saúde do município de Natal (RN), realizaram uma nova assembleia unificada da categoria, envolvendo 5 sindicatos da saúde, e por unanimidade decidiram continuar sua greve.

Ver online

Foto: Sindisaúde/RN

Após um forte ato em frente à prefeitura no dia anterior, com mais de 300 manifestantes querendo uma reunião com o prefeito Álvaro Dias (MDB), a assembleia decidiu uma agenda de continuidade da greve, começando com um novo ato de panfletagem em frente ao shopping Midway, às 15h na sexta-feira (13).

O prefeito, que se recusou 5 vezes a se encontrar com os servidores antes da greve, após o ato foi obrigado a enviar um representante para se reunir com os grevistas, alegando que teria uma “viagem de emergência à Brasília” até sexta. Nessa reunião, que ocorreu após a assembleia, foi prometido que Álvaro Dias enviaria às entidades sindicais uma nova data de audiência entre eles na próxima semana.

A assembleia foi um espaço de avaliação dos dias de mobilização e que provou continuidade da força dessa greve. A prefeitura não está pagando nenhuma gratificação ou adicional prometidos aos novos contratados, o que significa que trabalhadores tem que viver com um salário base de R$ 725, trabalham extra e não recebem, tem de tirar dinheiro do supermercado pra poder ir atender à população. Há uma decisão judicial de 2018 ordenando o pagamento e a prefeitura não cumpre.

Além disso, há uma série de denúncias de assedio das diretorias das unidades, que se renovam a cada dia, exigindo que os servidores trabalhem à exaustão muitas vezes devido a falta de funcionários e chantageando grevistas.

Nós do Esquerda Diário apoiamos ativamente essa greve, viemos abrindo nosso diário para diversas denúncias da condição dos hospitais da cidade, com situações de mofo, pacientes nos corredores, sem remédios básicos, como Dipirona. Hoje mesmo o telhado de um banheiro do Hospital Deoclécio Marques caiu sob uma paciente, que passa bem, mas continua em observação até o fechamento desta nota.


Foto: Sindisaúde/RN

É preciso cercar de solidariedade a essa mobilização, que tem adesão da categoria na maioria das unidades, pois Guedes prepara uma artilharia contra esses direitos da população à saúde e educação e aos servidores públicos, como a reforma administrativa, a carteira de trabalho verde amarela. São ataques que demandam que a luta desses trabalhadores possam confluir nacionalmente para responder com um só punho o conjunto dessas medidas, defendendo um SUS que de fato seja capaz de atender às necessidades populares.

Mas também a governadora Fátima Bezerra (PT), que agora quer aprovar uma reforma da previdência no estado, atacará todos os servidores da região, e certamente será seguida pelas prefeituras, e ainda quer criminalizar a sua luta por direitos, dizendo que não pode ter greve na saúde com base em uma decisão judicial.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui