www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Domingo 21 de Abril de 2019
00:22 hs.

Twitter Faceboock
COLETES AMARELOS
França: Sábado marcado por mais um dia de protestos dos Coletes Amarelos, no sexto ato do movimento
Redação

Macron e seus ministros acreditavam que o quinto ato dos Coletes Amarelos significou um grande refluxo do movimento. Mas, neste sábado (22/12), ainda que não tenha sido tão massivo quanto antes, o sexto ato mostrou grande disposição para enfrentar a repressão, especialmente em Paris. Significa um fortalecimento do movimento, especialmente na moral e na engenhosidade. Além disso, postos de fronteira foram fechados e caminhões impedidos de entrar na França.[1]

Ver online

Paris

A capital francesa está inundada de policiais, viaturas e blindados nas últimas semanas, em diversas localizações da cidade. O que acabamos vendo, durante o sábado, foi um jogo de gato e rato entre os Coletes Amarelos e as forças de repressão.

O Palácio de Versalhes apareceu fortemente durante a semana como um potencial ponto para o ato VI, o que levou, desde as primeiras horas da manhã, ao fechamento de vias de acesso e do perímetro do Palácio, além do posicionamento de um forte aparato repressivo no local. No entanto, simplesmente não houve manifestação naquele lugar, uma estratégia dos Coletes Amarelos para despistar a força policial, definindo o real local dos atos na capital somente pouco tempo antes de acontecerem. Assim, as manifestações que surgiram durante todo dia em Paris pegaram de surpresa as forças da ordem.

A grande mídia anunciou durante toda manhã que eram 800 manifestantes, e depois reajustaram o número para 2 mil, mas era claro que o número real de manifestantes era muito maior que o anunciado pela mídia e pela polícia.

(Tradução livre da thread:
BFMTV: marcha surpresa de 800 Coletes Amarelos em Paris https://t.co/beoy6wwD22?amp=1

LilyRose: Replying to @BTMTV
#22Decembre #Acte6 #ActeVI #GiletsJaunes
Vocês podem mostrar os videos em seu canal????
Eu acredito que tem mais do que 800 pessoas….)

No final da tarde, aconteceu um grande ato na Avenida dos Champs-Elysées, reunindo manifestantes vindos de diversos pontos da cidade, onde aconteceu uma repressão brutal e um policial chegou a sacar uma arma de fogo real contra um manifestante. No entanto, os Coletes Amarelos enfrentaram e venceram a polícia, fazendo-os inclusive fugir. Essas cenas de enfrentamento com a polícia também se repetiram em outros lugares.

(Tradução livre do twitter: forte momento na Étoile onde dois grupos de #ColetesAmarelos se juntam)

(Tradução livre do twitter: #Paris cena extremamente violenta na Champs Elysées. Policiais cercados, um deles tira sua arma #GiletsJaunes #ActeVI #Acte6 #ChampsElysees #22Decembre2018 #22Decembre)

(Tradução livre do twitter: dois jovens médicos mobilizados em Paris para ajudar os #Coletes Amarelos vítimas da repressão policial: “o pior caso que vi foi um rompimento de baço com hemorragia interna no nível dos pulmões. Vimos crânios abertos, membros quebrados..." #ActeVI)

Às 18:30 do horário local já haviam 109 detenções em Paris, mais do que no quinto ato, incluindo uma das figuras do movimento, Eric Drouet, colocado sob custódia em ação violenta da polícia.

Bordeaux

A manifestação estava marcada para a Place de la Bourse às 14h. Mas vários outros atos aconteceram pela cidade e depois se unificaram ao ato principal na medida em que ele avançava pela cidade, formando uma grande manifestação. Palavras de ordem como “Macron démission” (tradução livre: Fora Macron) e críticas contra a polícia e por mais democracia eram comuns entre os manifestantes.

Houve uma repressão muito forte da manifestação com gás lacrimogênio. Barricadas foram erguidas pelos manifestantes para se defenderem. Policiais se utilizaram da confusão para deter pessoas arbitrariamente.

Toulouse

A manifestação começou às 14h na saída do metrô Esquirol, no centro de Toulouse. A polícia tentou desviar a manifestação para Saint Cyprien, mas os manifestantes saíram em direção a praça do Capitole. Slogans anti-Macron e anticapitalistas foram cantados. Com mais de 5 mil manifestantes, a polícia teve dificuldade para reprimir o ato, usando gás lacrimogênio e canhões d’água, e mesmo assim muitos Coletes Amarelos continuavam na rua, com fortes enfrentamentos e erguendo barricadas.

(Tradução livre: Os jornais televisivos falam de apenas algumas centenas de manifestantes e de um movimento em queda dos Coletes Amarelos. Julgue por você mesmo o ato de Toulouse neste 22 de dezembro. #AFP #Acte6 #ActeVI #YellowVest)

(Tradução livre: ao redor da manifestação, por volta das 17h. Um homem joga uma latinha na lixeira. A polícia responde com gás lacrimogêneo)

Mobilizações em outras cidades da França: Tarbes, Nîmes, Lyon, Montpellier, Marseille, Lille, Nancy, Toulon

https://twitter.com/ROLOONS/status/1076439993692966912
https://twitter.com/Newbieur/status/1076516264024121346

https://twitter.com/RevPermanente/status/1076524610416447490

https://twitter.com/Newbieur/status/1076535369116667907

https://twitter.com/Newbieur/status/1076517022371139584

https://twitter.com/Newbieur/status/1076515273019138048

https://twitter.com/Newbieur/status/1076515273019138048

https://twitter.com/Newbieur/status/1076515273019138048

https://twitter.com/i/status/1076448130202259456

Notas

[1] Apesar de terem sido medidas de luta importantes, essas medidas podem gerar aspirações protecionistas, ainda mais no contexto onde o protecionismo e a defesa das fronteiras podem tender a fortalecer o discurso xenófobo da extrema-direita do estrangeiro como o causador dos males. Portanto é essencial combater frontalmente essas apirações.

Fontes

http://www.revolutionpermanente.fr/Les-flics-jouent-l-artillerie-lourde-les-Gilets-Jaunes-la-brigade-legere

http://www.revolutionpermanente.fr/Acte-VI-109-interpellations-a-Paris-dont-Eric-Drouet-place-en-garde-a-vue

http://www.revolutionpermanente.fr/Acte-VI-Surprise-les-gilets-jaunes-sont-toujours-la

http://www.revolutionpermanente.fr/Acte-VI-800-gilets-jaunes-a-Paris-Les-grands-medias-encore-pris-en-flagrant-delits-de-mensonge

http://www.revolutionpermanente.fr/Acte-VI-A-Bordeaux-les-Gilets-Jaunes-maintiennent-la-pression-malgre-les-fetes

http://www.revolutionpermanente.fr/Acte-VI-Les-Gilets-jaunes-reprennent-le-controle-des-Champs-Elysees

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui