www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Domingo 15 de Diciembre de 2019
00:45 hs.

Twitter Faceboock
SAÚDE
Prefeito de Cariacica teria deixado crianças sem atendimento para terceirizar saúde
Redação

No último sábado (15), o Pronto Atendimento do Trevo de Alto Laje que segue em processo de terceirização, permaneceu fechado durante todo dia e noite, sem prestar atendimento a população e socorrer crianças.

Ver online

O prefeito Geraldo Luzia de Oliveira Júnior, o Juninho (PPS), alvo de denúncia em caso de venda de terreno público cedido pelo Governo do Estado ao município de Cariacica entre os anos de 1995 e 2015, foi denunciado no último sábado (15), juntamente a secretária municipal de Saúde, Elizabeth Pinheiro de Albuquerque, pelo vereador de Cariacica, Professor Elinho (PV), por omissão de socorro a crianças que procuraram o PA do Trevo de Alto Laje.

Pela segunda vez no ano sem prestar atendimento por 24 horas, com um aviso fixado durante madrugada, em que os responsáveis pela gerência da unidade informavam que "excepcionalmente, não havia expediente" no sábado e que o atendimento seria normalizado no domingo (16), a unidade que segue em processo de terceirização, sendo denunciada recentemente de “cartas marcadas” no processo licitatório conduzido pela gestão do prefeito Juninho, para entrega da unidade a uma Organização Social (OS), empresas de natureza privada, teoricamente sem fins lucrativos.

Seguindo a lógica de precarização dos serviços públicos em busca da terceirização e privatização, o prefeito de Cariacica, na omissão dos atendimentos, evidencia que o direito à saúde continuará sendo violado, assim como a população segue tendo descarregado em suas costas os ataques.

Frente ao governo de Jair Bolsonaro, a precarização da saúde irá se aprofundar ainda mais, e será nas costas do povo pobre e dos trabalhadores que será jogada a conta da crise capitalista: reforma da previdência, ataques à programas como os Mais Médicos e a gestão do Ministério da Saúde sob as mãos de Mandetta, aliado de uma das maiores empresas de planos de saúde, a Amil. É preciso lutar por uma saúde 100% estatal, de qualidade, fazendo com que os capitalistas paguem pela crise.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui