www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Lunes 28 de Mayo de 2018
00:33 hs.

Twitter Faceboock
Movimento Nossa Classe educação leva campanha pela greve geral para as escolas
Redação
Ver online

Os professores têm demonstrado enormes descontentamento com as políticas de Alckimim e Temer. Nesse início de ano mais de 30 mil professores contratados ficaram desempregados no Estado, muitos efetivos tendo que pegar até 5 escolas, isso porque o governados fechou mais de 1500 salas este ano, deixando as que sobraram superlotadas o trabalho do professores e processo de ensino aprendizagem dos alunos.

Isso tudo se liga a uma política macro que é legitimada inclusive pelos ataques do golpista, Temer e seus aliados. Este desde que assumiu a presidência não fez outra coisas a não ser desmontar o funcionalismo publico e atacar os direitos já consolidados do conjunto da classe trabalhadora. pode-se citar vários exemplos como como a Reforma Trabalhista, a Lei de Terceirização e Pec do fim do mundo que colocou teto nos gastou públicos durante 20 anos.

Não contente com essa redução drástica da verba destinada para serviços públicos fundamentais Temer quer aprovar a qualquer custo a Reforma da Previdência no próximo dia 20/02. Apesar da grande mídia estar noticiando que o golpista não tem os 308 votos necessários para a aprovação, ainda assim com o auxilio de Rodrigo Maia, eles estão articulando todos os meios possíveis para comprar os votos necessários.

A Reforma da Previdência na pratica fará com que os trabalhadores trabalhem até morrer. Determina uma idade mínima para se aposentar aos 65 anos. É inaceitável que essa reforma passe os políticos defensores dessa reforma argumentam que a previdência suga grande parte do orçamento público, no entanto a divida publica abocanha 42% do orçamento publico e nem por isso eles cogitam parar de pagar.
Diante desse ataques absurdos as centrais sindicais, principalmente cut e ctb que dirigem grande parte dos operários das fabricas e também de transporte, não estão organizando de forma séria os trabalhadores para fazer uma grande mobilização no dia 19/02 e fazer com que esses pulhas que estão no governo tremam diante dos trabalhadores.

A APEOESP, sindicato dos professores estaduais de São Paulo não deu nenhuma centralidade para o dia 19, deixa os professores a mercê de uma politica que arrancado os direitos dos professores e dos alunos. No "fax urgente" desta semana eles chamam para que os professores se unam aos atos. Diante do desemprego massivo que teve neste inicio de ano, a direção majoritária não chama nem sequer uma paralisação para que os professores possam se mobilizar contra a Reforma da Previdência e em defesa do emprego.

Os professores do Movimento Nossa Classe Educação, estão passando nas escolas esta semana com uma campanha chamando os todos a participarem dos atos no dia 19/02 para construir uma greve geral forte que barre todos os ataques de Alckimim, Doria e Temer.

Seguimos exigindo que as centrais sindicais mobilizem suas bases e coloquem de pé uma luta séria contra a Reforma da Previdência e pela revogabilidade da Reforma Trabalhista.

Veja imagens da campanha dos professores:

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
Subscreva-se com uma mensagem de Whatsapp por seu celular
+55 (11) 9630-2530
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui