www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Jueves 14 de Diciembre de 2017
19:47 hs.

Twitter Faceboock
ARGENTINA
Nova publicação: Estratégia socialista e arte militar, de Emilio Albamonte e Matias Maiello

Em pouco menos de duas semanas, sairá uma nova publicação de Edições IPS que se poderá adquirir em toda Argentina. A publicação traduzida em português sairá no próximo ano no Brasil.

Ver online

Em pouco menos de duas semanas sairá uma nova publicação das Edições IPS que se poderá adquirir em toda Argentina.

Se trata de Estratégia socialista e arte militar de Emilio Albamonte e Matías Maiello. Esse livro combina a análise dos principais debates de estratégia que atravessaram o marxismo do século XX – um recorrido que vai desde V. I. Lenin, León Trotsky, Antonio Gramsci, Rosa Luxemburgo e Karl Kautsky, até Che Guevara, mao Tse-Tung, Ernest Mandel e Isaac Deutscher, entre outros –, com uma apropriação crítica dos principais conceitos da estratégia militar em torno à obra clássica do general prussiano da guerra e autores como Hans Delbrück ou Raymond Aron.

Carl Schmitt se refere aos cadernos de Lenin sobre Carl von Clausewitz como “um dos documentos mais extraordinários da história universal e espiritual”. Ernesto Laclau e Chantal Mouffe afirmam que boa parte do marxismo do século XX “repousa sobre um imaginário que depende em grande medida de Clausewitz”. Certamente, a apropriação de conceitos da teoria militar foi fundamental no desenvolvimento do marxismo, não só para pensar a relação entre guerra e política, mas também a própria estratégia socialista.

Os autores indagam sobre temáticas como a de hegemonia, frente única, a insurreição ou a guerra civil em contraponto com autores contemporâneos como Perry Anderson, Peter Thomas, Lars Lih, Fabio Frosini ou Giorgio Agamben. Tudo isso com um mesmo objetivo: abordar as perguntas que atravessam hoje o marxismo e com a perspectiva da revolução socialista no século XXI.

No final do prólogo de Estratégia socialista e arte militar Albamonte e Maiello declaram: “A crise mundial vai seguir dando processos agudos da luta de classes; a questão é se essas oportunidades são aproveitadas para abrir caminho a revolução e ao socialismo no século XXI ou dão lugar ao triunfo da direita e, eventualmente, do fascismo. Isso depende do trabalho da estratégia. Como afirma Trotsky: ‘Se o Partido Bolchevique tivesse fracassado nessa tarefa, não se tivesse podido sequer falar do tirunfo da revolução proletária. Os soviets teriam sido aplastados pela contrarrevolução e os minúsculos sábios de todos os países teriam escrito artigos e livros declarando que só visionários sem fundamentos poderiam sonhar na Rússia com a ditadura do proletariado sendo como era, tão pequeno numericamente e tão imaturo’. Essa talvez seja uma das principais conclusões, há cem anos da Revolução Russa, para o novo século que começou. A mesma é o ponto de partida do trabalho que o leitor tem em suas mãos”.

Esse livro é parte da Coleção “Estratégia e questões militares” e segue à publicação do ano passado da tradução de Leon Trotsky e a arte da insurreição (1905-1917) de Harold Walter Nelson.

Além disso, esse novo título é parte de um conjunto de elaborações próprias que vem realizando o PTS (FIT), junto à corrente internacional que integra junto ao MRT do Brasil, abarcando distintas coleções de Edições do Instituto do Pensamento Socialista. A recente coleção “Debates marxistas contemporâneos” compreende dois ensaios, um do filósofo francês Emmanuel Barot, Marx no país dos soviets e o outro de Juan Dal Maso, O marxismo de Gramsci. Dois livros já publicados formam parte da coleção “História argentina”: Cem anos de história operária na Argentina (1870-1969) de Alicia Rojo, Josefina Luzuriaga, Walter Moretti e Diego Lotito e Insurgência Operária na Argentina (1969-1976) de Ruth Werner e Facundo Aguirre, em sua 3ª edição. Outro dos títulos é A economia argentina em seu labirinto, de Esteban Mercatante, da coleção “Economia”. Dentro da coleção “Mulher” foram publicados Pão e Rosas – Identidade de gênero e antagonismo de classe no capitalismo, de Andrea D’Atri que conta com várias edições, também em outros idiomas, e Lutadoras, coordenado pela mesma autora, uma compilação de artigos que prepara para o próximo ano uma nova edição tanto na Argentina como no Brasil.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
Subscreva-se com uma mensagem de Whatsapp por seu celular
+55 (11) 9630-2530
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui