www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Jueves 19 de Octubre de 2017
17:05 hs.

Twitter Faceboock
ELEIÇÕES CHILENAS
Chile: esquerda lança suas candidaturas anticapitalistas para as eleições
Lara Zaramella

As eleições chilenas acontecem em novembro deste ano. Com a crise, a educação, saúde e moradia precárias, os principais partidos fazem alianças e acordos com empresários a fim de aumentarem seus lucros. Em meio a tudo isso são lançadas candidaturas anticapitalistas pelo PTR, organização irmã do MRT no Chile. Confira abaixo os vídeos das campanhas.

Ver online

Em novembro acontecem as eleições presidenciais e parlamentarias no Chile. Enquanto os principais partidos fecham contratos com empresários, aumentando seus lucros e recebendo salários milionários, a grande maioria trabalhadora é oprimida e explorada, tendo sua vida precarizada, sem acesso à educação gratuita, à saúde, moradia e salário digno.

É por isso que se lançaram as candidaturas por uma voz anticapitalista nessas eleições. Tanto na capital, Santiago, como ao norte do país, em Antofagasta – principal polo de cobre do país chileno que tem sua economia baseada principalmente na extração mineral – o Partido Revolucionário de Trabajadores (PTR), organização irmã do MRT do Brasil, está impulsionando a campanha de candidatos anticapitalistas, que defendem que todo político ganhe o mesmo que um trabalhador, a fim de acabar com a corrupção e com os lucros milionários ganhos às custas da exploração de uma maioria, e que sejam revogáveis a qualquer momento pelo eleitorado; para que a crise seja paga pelos capitalistas empresários e não pela população trabalhadora.

O PTR é parte da Fração Trotskista pela Quarta Internacional, participou ativamente dos levantes estudantis dos últimos anos em defesa da educação gratuita e de qualidade, e contra o regime político herdeiro de Pinochet, mantido pelos governos da Concertación e da direita, com a cumplicidade do Partido Comunista chileno. Impulsiona o Izquierda Diario Chile, parte da rede de diários digitais da esquerda internaiconal, La Izquierda Diario, em 11 países e 6 idiomas.

Ainda que como revolucionários não se acredite na saída e solução via eleições, através da tribuna eleitoral é possível se agitar as ideias da esquerda anticapitalista e socialista para dezenas de milhares de trabalhadores, jovens e mulheres, impulsionando a auto-organização em todos os locais de trabalho e estudo. Pois não é através do parlamento que as demandas da maioria da população serão defendidas e garantidas, e sim, através de organizações de base e mobilização unitária dos sindicatos, centros estudantis, movimentos sociais, base para a construção de uma organização política independente dos trabalhadores.

No Chile, assim como no Brasil, há restrições para se conseguir participar das eleições, por isso em Santiago, capital chilena, o anticapitalista e revolucionário Dauno Tótoro necessita de 3.000 assinaturas para que consiga participar do processo eleitoral e se candidatar como deputado.

Confira abaixo os spots da campanha dessa voz anticapitalista que está se fazendo soar pelo Chile, defendendo os direitos dos trabalhadores, das mulheres e da juventude, colocando suas necessidades e direitos em pauta e não fazendo acordos com empresários, pois, no Chile, no Brasil e no mundo inteiro, as nossas vidas valem mais que o lucro deles.

Transcrição do vídeo em português:

Somos trabalhadores, jovens e mulheres. Aqueles golpeados pelos salários baixos, pela violência e pelo endividamento.
Por isso consideramos necessário que tenhamos a nossa própria voz.Lutaremos para que todo parlamentário ganhe o mesmo que um trabalhador e pela renacionalização do cobre e dos recursos naturais sob gestão dos trabalhadores, para financiar todos os nossos direitos.
Hoje o Chile cresce, mas só para enriquecer uma minoria. Crescemos sem direitos, sem saúde digna, sem educação gratuita e sem moradia de qualidade.
Não podemos mais aguentar. E hoje tomamos uma importante decisão: levantar candidaturas, desde as e os trabalhadores para lutar pelos nossos direitos, contra os parlamentares corruptos que só velam pelos interesses dos empresários do“Chile Vamos” e da “Nova Maioria”.
Por isso convidamos você, sua família e toda classe trabalhadora a ser parte desse projeto e tomar em suas próprias mãos o seu destino. Porque nossas vidas valem mais do que o lucro deles.

Transcrição do vídeo em português:

“Tenho 24 anos. Trabalho todo o meu tempo livre e estudo endividada. Somos muitos nessa situação, e muitos outros tiveram que abandonar.
Hoje (03/08) se publicam os resultados da bolsa de estudos gratuita e isso depende se posso seguir estudando. Porque isso que o governo nos diz de que todos podemos estudar não é verdade. Nos dizem que somos o futuro, mas estão nos roubando o presente.Somos uma família de quatro mulheres e não temos a possibilidade de escolher”.
- Oi, como estão?
- Filha, você viu os resultados? Como estão?
- Sim, agora vamos saber
- Vamos?
- Não me deram a bolsa de estudos...
Anos lutando pela gratuidade e ainda somos milhares sem poder estudar. Por isso me uno a essa batalha junto a Dauno Tótoro para não deixar a vida no trabalho, para acabar com a violência machista e terminar com os políticos milionários.
Necessitamos de uma esquerda que não faça acordos no parlamento.
Para lutar e levantar essas demandas se some às centenas que já assinaram por essa campanha. Porque nossas vidas valem mais que o lucro deles.

Transcrição do vídeo em português:

Preciso do seu apoio. Porque os casos penta, SQM e Caval seguem impunes depois de financiar os parlamentários que legislaram a seu favor, como a Lei de Pesca. Porque seguem acabando com os recursos naturais como lítio e o cobre e nos dizem que não há dinheiro para a saúde, educação, moradia e pensão.
Dinheiro tem, o problema é que ele é levado pelas empresas, porque os parlamentários votam leis para os empresários, já que fazem parte do grupo de milionários do Chile. Com salários que somam mais de 10 milhões de pesos mensais, enquanto nós temos que nos contentar com pensões e salários de fome.
Isso não dá mais. Necessitamos de uma voz anticapitalista no parlamento. Assine para a minha candidatura independente. Que não se siga decidindo por nós.

Transcrição do vídeo em português:

“Sabia que para poder se apresentar como candidato independente, como uma nova voz dos trabalhadores, é muito mais difícil conseguir ser registrado no sistema eleitoral? Por outro lado, as exigências são muito menores para os partidos grandes e tradicionais, pois as leis estão a seu favor e as oportunidades são feitas para aqueles que podem pagar por elas.
Assim como você, eu também me cansei.Nos cansamos de que a justiça seja para uns poucos, que sejam os mesmos os que governem e os que enchem seus bolsos através da corrupção e da exploração. Todo parlamentário deveria ganhar o mesmo que um trabalhador, não esses salários milionários.
Nos cansamos de que os recursos naturais sejam exportados por transnacionais e não estejam a disposição de garantir os nossos direitos básicos, como a educação, a saúde e a moradia.
Nos cansamos de que a vida se vá no trabalho, que se mantenham os salários baixos e digam que não há dinheiro, enquanto os empresários enriquecem todos os dias.
É por isso que milhares de nós decidimos nos organizar para conquistar uma voz dos trabalhadores e das trabalhadoras, das mulheres e da juventude. Uma voz, que não faça acordosesim que defenda os direitos que por tantos anos nos foram negados.
Necessito 3000 assinaturas para inscrever a minha candidatura. Sejamos milhares para transformar a sociedade. Me apoie com a sua assinatura nos bairros La Granja, San Joaquin, Macul, Ñuñoa, Providencia e Santiago Centro.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
Subscreva-se com uma mensagem de Whatsapp por seu celular
+55 (11) 9630-2530
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui