www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Viernes 17 de Noviembre de 2017
14:17 hs.

Twitter Faceboock
TRIBUNA ABERTA
Estudantes de São Caetano contra os ataques à educação
Bruna Nascimento
Ver online

A crise econômica nacional que a mídia golpista propaga servem de apoio a um governo que ataca os trabalhadores dizendo que são medidas para acabar com a dívida pública do país. Mas na verdade são cortes nos direitos da maioria da população.

Não é justo que se enfrente a crise econômica cobrando a conta da classe trabalhadora e extinguindo direitos históricos conquistados ao longo dos anos.

Sendo assim o governo golpista propôs controle dos gastos públicos por intermédio da já aprovada PEC 55, que impõe um congelamento de investimentos futuros, como saúde, educação, seguridade social e direitos trabalhistas causando uma imensa degeneração da classe atingida, a de trabalhadores.

Além dos cortes em investimentos em políticas públicas básicas de sobrevivência, com a aprovação da PEC 55, o governo golpista já tem promovido um enxugamento de diversos programas, sociais, e de distribuição de renda. Como reflexo, no município de São Caetano do Sul não foi diferente.

A atual gestão do Prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), como já esperado, deixa a desejar, visto que é "farinha do mesmo saco" desse sistema higienista de corruptos burgueses que defende seus próprios interesses em favor do lucro e aumento do capital, enquanto a grande parcela da classe trabalhadora tem seus mínimos direitos violados.

Com a justificativa da crise orçamentária, vários setores foram atingidos, dentre eles, Educação e Cultura. Bolsas de estudos foram cortadas sem nenhum aviso prévio, alunos foram pegos de surpresa, tendo que arcar com todo custo, sendo os principais prejudicados:

FAPSS (Faculdade Paulista de Serviço Social de São Caetano do Sul).
Estudantes dependentes do AEC (Auxilio Educacional Complementar)
USCS (Universidade de São Caetano do Sul).
FASCS (Fundação das Artes de São Caetano do Sul)

São Caetano do Sul é rotulada como cidade de primeiro mundo, onde o mais importante é manter as aparências

Cansados de tanta opressão, de jogos de interesses burgueses, de violações de direitos, de falta de investimentos em políticas públicas, o estudante do Município de São Caetano do Sul une forças com a classe trabalhadora e com as frentes de luta MRT e Pão e Rosas e vão as ruas, promovendo conscientização da população para construção de uma base politizada e revolucionária contra o sistema capitalista, contra as reformas burguesas e qualquer forma de opressão.

EDUCAÇÃO NÃO É MERCADORIA!

São Caetano do Sul não será mais a mesma, no dia 27 de julho de 2017, a luta foi traçada, mais de 100 ocupantes em seu 1° Ato, levantam suas bandeiras e mostram suas forças contra os cortes de gastos na educação do ensino superior, sendo esse apenas uma amostra do que a juventude e a classe trabalhadora revolucionária é capaz de fazer.

SEGURA AURICCHIO !!!

A concentração aconteceu na câmara dos vereadores sendo decidido em assembleia a tomada da avenida mais importante de principal de acesso no município, a Avenida Goiás.

Foi realizada uma passeata, com bandeiras, faixas e palavras de ordem tendo como objetivo fazer pressão na gestão Auricchio, que não se posiciona frente a problemática traçada.

Queremos o retorno do programa EAC, retorno integral das bolsas da FAPSS, USCS e FASCS.

Exigimos a anistia das dívidas retroativas por conta de cortes.

E auditoria dos gastos públicos com participação dos munícipes em horário compatíveis com as jornadas de trabalho.

Trabalhadores uni-vos, não vamos pagar pela crise que não é nossa.

As nossas vidas valem mais que o lucro deles!

EDUCAÇÃO É UM DIREITO!!!

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
Subscreva-se com uma mensagem de Whatsapp por seu celular
+55 (11) 9630-2530
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui