www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Jueves 6 de Agosto de 2020
10:02 hs.

Twitter Faceboock
JOVEM DIREITA
MBL defende Bolsonaro diante de decisão do STF
Desirée Carvalho
Ver online

Movimento Brasil Livre (MBL) utilizou sua página do facebook para defender Jair Bolsonaro diante da decisão do STF em mantê-lo como réu por incitação ao estupro a deputada Maria do Rosário (PT-RS).

Como noticiamos anteriormente, os ministros do STF Luiz Fux, Marco Aurélio Mello, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso rejeitaram o recurso apresentado pela defesa de Bolsonaro contra a denuncia de incitação ao estupro e injúria. O deputado é réu desde 2016, quando STF abriu duas ações penais contra o deputado: por injúria e apologia ao crime de estupro.

A página chega a citar a frase de Voltaire: "Posso não concordar com o que diz, mas defenderei até a morte o direito de dizê-lo”, para defender que ao deputado deve ter seu direito a manifestar sua opinião garantido. Pode parecer que o que está em jogo na possível condenação de Bolsonaro é a garantia da liberdade de expressão do deputado federal, mas o que se esconde nesse velho discurso da direita de liberdade de expressão é que eles possam destilar em seus discursos todo seu ódio contra as minorias.

Ainda piora quando eles usam a campanha feminista que tomou as redes há uns anos atrás para tentar suavizar a fala do deputado contra Maria do Rosário. Veja na integra: “O caso de Bolsonaro é ainda mais estranho porque ele diz que ela "não merece ser estuprada", algo similar a uma campanha feminista de uns tempos atrás cujo slogan era "eu não mereço ser estuprada"”. Bolsonaro é conhecido por suas falas repletas de ódio e por intimidar as mulheres no plenário, não sendo a primeira vez que ele agrediu verbal e fisicamente a deputada Maria do Rosário.

Não é de se espantar que o MBL saia em defesa de umas das maiores representações do reacionarismo da direita brasileira que ovaciona torturadores e odeia os setores mais oprimidos da sociedade, pois apesar de relatarem que possuem divergência estão do mesmo lado para atacar as mulheres, negros, LGBTs. Comparando com a atuação de seu vereador Fernando Holiday, o MBL não está atrás de Bolsonaro e seus filhos no que tange a vontade de atacar os setores oprimidos e populares do país.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui