www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Domingo 22 de Septiembre de 2019
03:36 hs.

Twitter Faceboock
TRANSPORTE RIO
Novamente Tribunal de Contas sugere para prefeitura do Rio reduzir passagens
Redação Rio de Janeiro

Mais uma vez o Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro sugeriu à prefeitura do Rio que reduza as passagens de ônibus.

Ver online

Pela segunda vez em menos de dois anos o mesmo tribunal indicou que a prefeitura do Rio de Janeiro deveria reduzir o valor das abusivas passagens na cidade.

Em janeiro de 2014 este tribunal analisando as contas da prefeitura sugeriu que a passagem deveria ser reduzida dos R$ 2,75 que eram praticados naquele momento para R$ 2,50. Um mês depois a prefeitura de Eduardo Paes (PMDB, e do vice-prefeito Adilson Pires do PT) ignorou este argumento e subiu o preço para três reais.

Naquela ocasião os especialistas em contabilidade do Tribunal de Contas do Município (TCM) analisaram os contratos e concluíram que o lucro praticado pelas concessionários era superior ao contratual. Surpreendentemente o Tribunal ignorou seus especialistas e aprovou o aumento.

Passados mais alguns meses os cariocas sofreram mais um aumento abusivo. Dos R$ 3,00 as passagens saltaram a R$ 3,40 em janeiro deste ano. Agora, em sessão plena o mesmo TCM julgou este valor ilegal pois a prefeitura estaria cobrando de todos usuários o valor que ela e as empresas deveriam desembolsar pelas gratuidades. Assim, se a prefeitura seguir a orientação deste órgão, as passagens deveriam ser reduzidas para R$ 3,25.

Após a denúncia de 2014 que questionava o lucro das empresas este assunto nunca mais foi trazido à tona, nem pelo tribunal, muito menos pela grande imprensa que toda ela apoia esta prefeitura.

Esta nova decisão pode ser utilizada pela prefeitura para chantagear um setor de usuários contra outro, os beneficiários de gratuidade contra os pagantes, por exemplo.Como já usou em outro momento a desculpa dos BRTs para o aumento.

As mudanças que estão sendo feitas nas linhas de ônibus em diversos bairros com a instalação de BRTs, que supostamente melhorariam a vida dos usuários, mostram como nas mãos destes governos e empresários mesmo novos sistemas, mais modernos, com faixas exclusivas e caríssimas obras não levam a um transporte mais racional e confortável. Pelo contrário, só levam a lotação, a espremer os usuários para aumentar os lucros.

À luz do questionamento dos técnicos do mesmo TCM em 2014 seguramente o valor da passagem segue abusivo além destes quinze centavos de redução, uma parte grande deste abuso reside no lucro das empresas concessionárias, um punhado de empresários influentes que financiam políticos como Jacob Barata que mantém vereadores em sua mão, como foi denunciado em escândalos de corrupção envolvendo o influente Bethlem do PMDB em 2014.

Esta nova decisão do TCM que questiona os valores praticados atualiza o questionamento que milhões de cariocas e brasileiros debatiam todos dias em 2013, os políticos estão todos ligados aos empresários do transporte, nas mãos dos governos e dos empresários o transporte seguirá caro, caótico e precário.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
contato@esquerdadiario.com.br
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui