Política

PRIVATIZAÇÕES

Zema promete à Record que vai privatizar a CEMIG para os capitalistas lucrarem mais

Em entrevista à Record, Zema mostra sede por privatização.

quinta-feira 10 de janeiro| Edição do dia

O governador do NOVO, ávido apoiador de Bolsonaro durante a campanha, promente cumprir todo o entreguismo das empresas estatais defendidas por toda a direita pró-capitalista do país. Em entrevista à Record, perguntado sobre suas medidas, Zema garante: “Uma delas é privatizar as empresas estatais. As empresas estatais, está claríssimo, são usadas com finalidade política para dar cargos a apadrinhados. Quero ser o governador de Minas que mais vai perder poder no mandato.”

Poder não sabemos se ele vai perder, depende de como a população aceitará suas medidas anti-populares. O pacote de ataques é volumoso. O governado do NOVO declarou também que atacará servidores e o direito dos aposentados que trabalharam por toda a sua vida:

“Precisamos fazer, porque Minas não tem outra saída a não ser essa, é uma redução drástica como nunca houve no Estado em relação ao custeio. Principalmente de pessoal e de aposentadoria.”

Entre as empresas, Zema cita ainda a COPASA como uma das que estão na mira da sua fome pela privatização. Zema faz demagogia na entrevista dizendo que o estado deveria dar segurança, educação e saúde. Só não explica como terá saúde com uma empresa de águas privatizada transformando água potável em lucro, nem como será para se ter educação se pretende cortar pessoa e atacar as aposentadorias dos professores, além do conjunto dos servidores públicos.

E enquanto afirma que as estatais teriam “uso político”, a verdade é que ele quer trocar as indicações de cargos em estatais pela entrega direta destas estatais para os burgueses que estão por trás de sua campanha e do financiamento do NOVO e da onda bolsonarista na qual ele surfou.




Tópicos relacionados

Romeu Zema   /    Partido Novo   /    Privatização   /    Política

Comentários

Comentar