Política

GOVERNO BOLSONARO

Weintraub compara Lula e Dilma com cocaína no avião do exército

Na manhã desta quinta-feira (27), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, postou em seu perfil na rede social uma piada que associa os ex-presidentes pestistas, Lula e Dilma, a drogas. O ministro fez referência ao episódio da prisão de um militar com 39 kg de cocaína em um avião da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

quinta-feira 27 de junho| Edição do dia

Na manhã desta quinta-feira (27), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, postou em seu perfil na rede social uma piada que associa os ex-presidentes pestistas, Lula e Dilma, a drogas. O ministro fez referência ao episódio da prisão de um militar com 39 kg de cocaína em um avião da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Em seu twitter publicou: “No passado o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?”. Rapidamente recebeu diversas críticas dos usuários da rede social e também de parlamentares de oposição que mostraram sua indignação e crítica a Weintraub. O assunto chegou a ser um dos mais comentados em pouco tempo após a publicação do ministro, chegando a entrar na lista de assuntos do momento do Twitter.

Após a prisão do sargento com 39 kg de cocaína em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) surgiram diversas publicações nas redes sociais que questionavam o fato que o ministro acusou as universidades de fazerem "balbúrdia" para ustificar os cortes na educação, enquanto o avião da FAB era usado para tráfico.

Não é a primeira vez que Weitntraub entra em polêmica. Após atacar a educação com os cortes, tendo como objetivo passar a Reforma da Previdência, o ministro já brincou com chocolates e fez palhaçadas com guarda-chuva, encenando as mentiras que mascaram o ódio que ele e Bolsonaro sentem pela juventude e pelos trabalhadores e mostra também qual a seriedade que leva como ministro e suas funções do MEC.




Tópicos relacionados

Weintraub   /    Governo Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar