Educação

REORGANIZAÇÃO ESCOLAR

Vídeo: Relato de abusos da Direção e da Polícia na E.E. Monsenhor Bicudo - Marília/SP

quarta-feira 25 de novembro de 2015| Edição do dia

Na manhã de segunda-feira, 23/11, como publicamos aqui, a escola Monsenhor Bicudo, em Marília, foi ocupada pelos estudantes, engrossando a luta contra a reorganização escolar proposta pelo governo de Alckmin.

Sob várias pressões da diretora que ligou para os pais com o intuito de desmoralizar o movimento - dizendo calunias sobre o processo de ocupação, como depredação do espaço escolar e baderna - e pedindo aos pais que retirassem seus filhos da escola de imediato, os estudantes levaram a frente o desafio de mobilizar uma escola localizada no centro da cidade com centenas de estudantes.

A direção, fazendo uso da polícia para intimidá-los, conseguiu que desocupassem o prédio. Sabendo que havia uma grande chance do movimento de ocupação ser reorganizado no período noturno, a direção mais uma vez utilizou de métodos de pressão para barrar o movimento: Suspendeu as aulas do noturno - o que acarretou um fraco fluxo de estudantes – de modo que havia um policiamento intensivo com diversas viaturas rondando a escola.

Uma tentativa clara e direta de intimidar um movimento legitimo de ocupações pela educação que cresce por todo Estado (que já passa de 170 escolas ocupadas).

Apesar das inúmeras tentativas de represália por parte da direção e da polícia – que está em consonância com a intransigência da Dirigente de Ensino que foi uma das responsáveis pela brutalidade ocorrida no Sylvia Ribeiro - os estudantes seguem na tentativa de se mobilizar e se recusam a aceitar o projeto absurdo do governo estadual de fechamento e “reorganização” de escolas.




Tópicos relacionados

Educação   /    Juventude

Comentários

Comentar