Sociedade

TRANSPORTE

VLT bate em ônibus no centro do Rio de Janeiro

domingo 31 de julho de 2016| Edição do dia

Foto: Daniel Marenco / Agencia O Globo

Com jogos de exclusão, olimpíada do Rio segue com obras superfaturadas por toda a cidade que parecem nunca ter fim e vem por meses atrapalhando a vida de milhares de motoristas e trabalhadores, enquanto os políticos burgueses enriquecem e jogam nosso dinheiro fora com projetos mal executados.

Segundo relatos, depois de ultrapassar o sinal vermelho no cruzamento entre o Aterro do Flamengo e a Avenida Presidente Wilson, um ônibus que faz transporte de estudantes e funcionários da Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ, colidiu com o VLT no centro do Rio por volta das 21 horas da última sexta-feira (29). No entanto, o motorista nega qualquer imprudência. “Quando o sinal abriu, saí e virei à esquerda para entrar na Antonio Carlos, quando fui atingido pelo VLT”, afirmou o motorista. Felizmente havia apenas três pessoas dentro do ônibus no momento do acidente e ninguém saiu ferido.

Mas o que chama atenção nesse caso é que pouco antes do acidente, o funcionamento do VLT foi interrompido por quase uma hora, por volta das 17h30. E desde a sua inauguração em Junho, o veículo sofreu diversas paralisações ou por falta de eletricidade ou por pequenos acidentes.

Com custo avaliado em R$ 1,167 bilhão, VLT tem sido um caos para os cariocas. O novo transporte, projetado para ligar o Centro à Região Portuária em 28 Km e 32 paradas, tem cumprido seu papel de ser um legado das olimpíadas na cidade do Rio de Janeiro, num símbolo perfeito do que são as Olimpíadas para a prefeitura e o governo do estado. Bem no padrão olímpico do prefeito Eduardo Paes, do mesmo partido golpista de Michel Temer (PMDB-RJ) e seu aliado, o governador Francisco Dornelles, (PP-RJ), o veículo apesar de superfaturado, parece não ter a menor estrutura para funcionamento, tendo passado por problemas como interrupção no funcionamento devido queda de energia, problemas elétricos e até máquinas de RioCard fora do ar, causando inúmeros transtornos aos passageiros já nas primeiras semanas após sua inauguração.

E os problemas não param por aí!

A sinalização do VLT é diferente do semáforo ao qual estamos acostumados. Quando tem faixa branca na horizontal é para parar e quando ela fica na vertical, é porque abriu e o veículo segue. Onde há grande concentração de pedestres como o centro da cidade, a recomendação é de que o condutor tenha mais atenção às vias, pois mesmo com o sinal para o VLT as pessoas continuam passando sobre os trilhos, isso porque muitas vezes só o sinal sonoro não é suficiente e as vias são mal sinalizadas em toda sua extensão.

Enquanto os trabalhadores continuam amargando as consequências da farra das Olimpíadas, os políticos seguem desviando o dinheiro que deveria ir pra saúde e educação. Basta de corrupção! Não ao pagamento da dívida pública! Não pagaremos pela crise! Que haja abertura imediata dos contratos e licitações das Olimpíadas, para que as organizações populares e os trabalhadores apurem o que foi desviado.




Tópicos relacionados

Olimpíadas   /    Rio de Janeiro   /    Sociedade   /    Transporte   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar