Educação

15M

USP trancada e ruas da região bloqueadas no 15M contra reforma da previdência e PEC do fim da USP

Professores, funcionários e estudantes decidiram se incorporar ao dia nacional de lutas desse dia 15, trancando a universidade em ato contra o PEC do Fim da USP e a Reforma da Previdência. Ruas da região foram bloqueadas pelos manifestantes com um ato combativo.

quarta-feira 15 de março| Edição do dia

Apesar da decisão Judicial, solicitada pela Reitoria da USP, que proibiu a manifestação decidida pelas três categorias da universidade, além da brutal repressão da polícia que sofreram semana passada, nesse dia 15 de março, a Universidade de São Paulo é paralisada em resistência aos ataques na USP e à Reforma da Previdência.

Professores, estudantes e funcionários em um ato com centenas pessoas, demonstram que não importa que a reitoria decida mandar a polícia sujar a universidade com o sangue dos lutadores, pois a luta continua firme! Não somente trancaram o principal portão da universidade mas bloquearam a Rua Alvarenga, importante via da região que levou ao bloqueio do trânsito na região.

No caso da USP, a reitoria aprovou um pacote de corte de gastos e teto de despesas com folha de pagamento, que congelará salários por anos e prevê a demissão de mais de 5 mil funcionários.

Mari e Odete dando o recado direto do trancaço no P1 da USP, contra a PEC do fim da USP, contra a repressão aos lutadores e contra a Reforma da Previdência




Tópicos relacionados

SINTUSP   /    Educação   /    USP

Comentários

Comentar