Política

REFORMA TRABALHISTA

URGENTE: Deputados aprovam urgência da reforma trabalhista para destruir a CLT

quarta-feira 19 de abril| Edição do dia

Deputados reabriram votação da reforma trabalhista de novo nesta quarta (19), após perder a urgência da votação no dia de ontem. Os deputados da base de Temer conseguiram 287 votos a favor da urgência na tramitação deste ataque contra apenas 144 contrários.

Rodrigo Maia (DEM), colocou para reavaliação o caráter de urgência da reforma trabalhista, e agora o projeto irá diretamente para uma comissão da Câmara para ser aprovado. Com a votação o projeto passará direto da Câmara para esta comissão, e em seguida encaminhado diretamente ao Senado sem possibilidade de emendas.

O que querem os deputados do governo na prática é para manter a reforma como está, possibilitando que o patrão imponha através de negociações com sindicatos pelegos a prevalência do acordado pelo legislado (ou seja, permitir diminuir os direitos dos trabalhadores através de negociação), explore os trabalhadores por 12 horas, ao mesmo tempo fazendo com que o salário possa ser pago por hora eliminando a hora extra e o salário fixo, redução da hora do almoço e uma série de outros direitos atacados.

Leia também: Relatório da Reforma Trabalhista é um crime contra os trabalhadores!




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Política

Comentários

Comentar