Internacional

MÉXICO-ESTADOS UNIDOS

Trump insiste em mandar tropas para "combater cartéis" e afirma que Peña aceita

Foi assim que o magnata respondeu ao ser questionado sobre as supostas "ameaças" feitas por ele próprio contra México durante uma ligação com o presidente mexicano Enrique Peña Nieto.

segunda-feira 6 de fevereiro| Edição do dia

Após a polêmica troca de declarações entre os governos mexicano e o estadunidense sobre uma ligação entre os mandatários nas quais Trump teria "ameaçado" o México com uma intervenção militar, o magnata presidente de Estados Unidos voltou a polemizar afirmando que o governo de Enrique Peña Nieto está "muito disposto" a receber sua ajuda frente ao "grande problema" do narcotráfico.

Essas declarações foram feitas durante uma entrevista com Trump, onde foi questionado sobre as supostas ameaças. O magnata, presidente dos Estados Unidos, evitou responder diretamente à pergunta, não confirmou nem negou a versão difundida pela jornalista Dolia Estévez, no entanto, assegurou ter uma boa relação com Enrique Peña Nieto, o qual qualifica como um "homem bom" e que este estaria disposto a receber ajuda do governo de Trump para combater o narcotráfico, problema "comum" na agenda de ambos países.

Também, Trump opinou sobre a administração do atual governo mexicano, que a relação "era muito boa" mas que sim existem "problemas controlando alguns âmbitos" do país

Trump também aproveitou para voltar à ofensiva na questão da construção do muro na fronteira. Apesar de não confirmar os 20% de impostos sobre às importações do México, reafirmou que há fuga de empregos nos Estados Unidos e listou as empresas que tem decidido levar sua produção ao sonho estadunidense.

Por outro lado, Enrique Peña Nieto declarou perante o Conselho Nacional Agropecuário, durante a cerimônia de entrega do Prêmio Nacional Agroalimentar que "México manterá sua firmeza em qualquer tratado ou negociação, principalmente com Estados Unidos".

Esse novo intercâmbio de declarações contraditórias entre os dois governos soma-se à série de desencontros entre México e Estados Unidos, nos quais o governo de Peña Nieto, apesar de suas tentativas de conciliação e de diminuir os impactos após as declarações de Trump, tem apenas piorado sua condição, cada vez mais questionado e com uma subordinação ao gigante do norte que fica mais evidente que nunca.




Tópicos relacionados

Enrique Peña Nieto   /    Donald Trump   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar