Sociedade

Tragédia capitalista: Garoto de 10 anos morre em deslizamento de terra na virada do ano em Mauá

O deslizamento aconteceu durante a virada do ano, pai e filho dormiam e não tiveram tempo de sair da casa que fica localizada no bairro do Jardim Kenedy, em Mauá (SP).

segunda-feira 1º de janeiro| Edição do dia

O ano começou de forma trágica na cidade de Maua-SP. A chuva que caiu nos últimos dias deixou o solo úmido e duas casas deslizaram morro abaixo, deixando pelo menos uma criança morta e um adulto ferido. Pai e filho foram soterrados e resgatados ainda com vida, mas o menino André de Almeida Santos não resistiu e morreu devido a uma parada cardiorrespiratória.

Muita tristeza cercava a rua Elis Bertolino dos Santos, local onde há ocupações e construções irregulares. Dentro do imóvel ainda havia mais cinco pessoas: a mãe do menino e mais quatro filhos, que por sorte não foram atingidos pela terra e sobreviveram sem danos físicos.

"Nós não temos o controle total de todas as famílias", disse o secretário de comunicação de Mauá, Márcio de Souza, sobre a tentativa da prefeitura em retirar as pessoas que moram em barracos em área de risco.

Na mesma região houve outro deslizamento, que chegou a pegar fogo, mas sem vítimas. Thiagão, militante do Quilombo Vermelho contrapôs a declaração do secretário: "A Prefeitura de Mauá e os empresários tratam como uma "tragedia natural", a realidade do povo negro submetido em condições absurdas de vida, com os salários de miséria que forçam a maioria a ocupar os lugares mais perigosos para sobreviver. Essa crise está anunciada pelo capitalismo, que é incapaz de garantir que nos aposentemos, que tenhamos um trabalho digno e onde se morar. Temos que transformar essa tristeza que sentimos com cada um dos nossos que morre, em raiva contra estes que nos impõem tal miséria".

A professora Maíra Machado, ex-candidata a vereadora pelo PSOL que conquistou 1500 votos na última eleição, e que tem denunciado várias casos de injustiça na região do grande ABC comentou “Este é um desastre tipicamente capitalista, que existe devido a sede de lucro do setor imobiliário, hoje o déficit habitacional na região do grande abc é de 230 mil e se seguir o ritmo de construção de moradias populares o problema vai ser resolvido apenas em 73 anos, moradia digna e de qualidade. É um absurdo que o déficit habitacional nacional seja 5,6 milhões e que contraditoriamente existam mais de 6 milhões de imóveis vazios no pais, a morte do garoto André é responsabilidade dos empresários e desse governo que a cada dia ataca mais os trabalhadores".




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Negr@s

Comentários

Comentar