Mundo Operário

GREVE DA SAÚDE NO RIO

Trabalhadores em greve fazem ato no Hospital da Mulher Mariska Ribeiro, em Bangu

Um ato dos trabalhadores da saúde em greve no Hospital da Mulher Mariska Ribeiro, em Bangu, na zona oeste do Rio, juntou entre 150 e 200 pessoas hoje, dia 10, pela manhã.

terça-feira 10 de dezembro de 2019| Edição do dia

Os Agentes comunitários com espírito de guerrra contra a precarização da saúde pararam meia pista em frente ao hospital, na Praça Primeiro de Maio e depois deram meia volta na parte central de Bangu, fechando as pistas laterais e depois retornou ao hospital. Os trabalhadores da saúde em hospitais geridos por Organizações Sociais (OSS) estão sem receber seus salários há 2 meses.

Os carros que passavam pela frente ao hospital da mulher demonstrou bastante apoio a greve. A mobilização dos trabalhadores é mais do que pelo recebimento dos salários mas contra a precarização, por uma SUS público e de qualidade, que só virá pela mobilização, sendo o direito a saúde um ponto sensível da vida da própria população.

Nós, do Esquerda Diário, prestamos apoio a esta luta, dispondo os recursos a disposição de divulgar e fortalecer a greve dos trabalhadores da saúde, de denunciar a realidade da saúde e chamamos a todos os trabalhadores da saúde e usuários a mandarem suas denúncias e depoimentos. Estivemos nos atos e estamos levantando uma campanha de cartazes para a qual chamamos toda a população a fazer parte também. Veja imagens do ato:






Tópicos relacionados

Greve na saúde do Rio   /    Greve Geral   /    Marcelo Crivella   /    Saúde   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar