Mundo Operário

GREVE DOS CORREIOS

Trabalhadores dos correiros no RJ se manifestam contra a retirada de direitos e privatização

Na quinta-feira 17 de setembro, os trabalhadores dos correios completaram um mês de greve com inúmeras manifestações em vários estados pelo país, contra os ataques privatistas de Bolsonaro e Paulo Guedes.

sexta-feira 18 de setembro| Edição do dia

Foto:Divulgação.

No Rio de Janeiro assim como em vários outros estados os trabalhadores dos correios denunciaram o pacote de ataques do governo Bolsonaro, segundo os trabalhadores, Bolsonaro quer impor a retirada 70 dos 79 tópicos do acordo coletivo, que na prática significaria o vale-alimentação, auxílio-creche, licença maternidade, reduzir o adicional de férias, adicional noturno, dentre outros direitos básicos trabalhistas. Além disso, o atual presidente do correios, Floriano Peixoto, é totalmente conivente a esse agressivo ataque contra os trabalhadores dos correios.

A categoria dos correios foi uma categoria de trabalho que não parou nenhum momento nesse período de pandemia, ao contrário, foram obrigados a trabalhar em condições precárias e expostos ao vírus, que lamentavelmente levou a óbito mais de 120 trabalhadores dos correios. Bolsonaro, seu governo e Floriano Peixoto são responsáveis, pois representam o que existe de mais decadente nesse governo e regime, são verdadeiros capitalistas inimigo do povo e à serviço dos interesses privados.

As centrais sindicais CUT e CTB dirigidas pelo PT e PcdoB que representam as maiores centrais sindicais do país e a CUT sendo a maior da América Latina, ambas não organizaram efetivamente os trabalhadores nos seus locais de trabalhos para se enfrentarem contra os ataques de Bolsonaro. Nesse momento de crise econômica e sanitária instalado no país é essencial que centrais sindicais CUT e CTB organizem os trabalhadores nos seus locais de trabalhos e busquem mais apoio de outras categorias de trabalhadores para fortalecer a lauta dos trabalhadores dos correios.

Quando se completou um mês de luta, nós do esquerda diário estivemos presentes na panfletagem coletiva com os trabalhadores dos correios, na central do Rio de Janeiro, no final da tarde ocorreu um ato ao lado do CCBB e seguiu pela avenida Rio Branco e finalizou em frente a Alerj, estivemos lado a lado com esses trabalhadores e apoiadores da greve assim como em vários estados pelo país.




Tópicos relacionados

Luta de Classes   /    Greve   /    Greve dos correios   /    Correios   /    Rio de Janeiro   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar