Mundo Operário

SOLIDARIEDADE INTERNACIONAL

Trabalhadores do Brasil se solidarizam com operárias têxteis da Argentina

Metroviários, trabalhadores da USP, rodoviários, bancários e professores se solidarizam com a luta das operárias têxteis de Neuquén, na Argentina.

quinta-feira 9 de fevereiro| Edição do dia

Na terça-feira passada, dia 31/1, a meia noite, a patronal da fábrica Têxtil de Neuquén entrou na fábrica e retirou em 7 caminhões todas as máquinas da fábrica na calada da noite, deixando no dia seguinte dezenas de trabalhadoras têxteis sem máquinas para trabalhar e, desta forma, sem seus empregos. Na mesma noite as trabalhadoras ocuparam a fábrica, e o dia seguinte um enorme apelo popular contra esta barbaridade tomou a cidade de Neuquén em solidariedade às trabalhadoras. As trabalhadoras então seguem resistindo pela manutenção de seus empregos, e desde então o apoio e solidariedade às trabalhadoras têxteis só aumenta em toda Argentina, e também em outros países. No Brasil diversos trabalhadores prestaram sua solidariedade, como metroviários, trabalhadores da USP, professores, bancários e rodoviários. Veja abaixo a campanha de fotos:

Diana Assunção, trabalhadora da USP

Bruno Gilga, Patricia, Trabalhadores da USP - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Danilo Magrão e Mauro, professores de Campinas

Maíra Machado, professora do ABC

Marcella, professora da Zona Norte SP

Adailson, rodoviário de Porto Alegre

Guarnieri, metroviário de SP, operador de trem Linha 1

Francielton, metroviário de SP, técnico de manutenção

Fernanda, metroviária de SP, demitida política

Rodrigo Tufão, metroviário de SP

Filipe, metroviário de SP

Thiago, metroviário de SP

Thais e Eduardo, bancários da Caixa Econômica




Tópicos relacionados

Argentina   /    Mundo Operário   /    Internacional

Comentários

Comentar