Mundo Operário

SINTUSP

Trabalhadores da USP votam plano de lutas em defesa do seu direito de organização sindical

Nesta quarta-feira (11) os trabalhadores da USP lotaram o sindicato em assembleia para debater ações contra as medidas repressoras da reitoria que visam cercear a liberdade democrática de organização sindical.

quarta-feira 11 de janeiro| Edição do dia

A assembleia realizada na tarde de hoje (10) contou com a presença de vários representantes de entidades, movimentos sociais, trabalhadores, estudantes e professores em apoio aos trabalhadores da USP que estão sofrendo ameaça de despejo da sede do local em que está há mais de 50 anos.

Estiveram presentes a CSP Conlutas, Fasubra (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil), STU (Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp) Sintunesp (Sindicato dos Trabalhadores da UNESP), SINTEPS (Sindicato dos Trabalhadores do Centro Paula Souza), SINDSEF (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal do Estado de São Paulo), CALC (Centro Acadêmico Lupe Cotrim/ECA), CAPPF (Centro Acadêmico Professor Paulo Freire/FE) Amocrusp, Faísca Anticapitalista e Revolucionária, Núcleo de Estudos Diversitas, o professor Luizito e a Vereadora Sâmia Bonfim (PSOL).

Durante a assembleia os trabalhadores deliberaram uma série de medidas repudiando a tentativa da reitoria de atacar o direito da livre organização sindical. Entre as medidas que compõem o plano de lutas, será realizada na tarde de amanhã (12) uma carreata em defesa do SINTUSP.

No dia 19 foi aprovado um grande ato #SintuspFica, que contará com a presença de intelectuais, parlamentares, movimentos sociais e sindicatos, todos em apoio ao SINTUSP contra a ordem da reitoria de desocupação da sede histórica do sindicato e pelo direito democrático de organização sindical dos trabalhadores.

Também serão organizadas atividades políticas e culturais no sindicato, e uma vigília permanente a partir do dia 20.




Tópicos relacionados

#SintuspFICA   /    SINTUSP   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar