Educação

UNIVERSIDADE DE SP

Trabalhadores da USP fazem ato em frente a reitoria

sexta-feira 22 de junho| Edição do dia

Na tarde desta quarta-feira, 21, os trabalhadores da USP realizaram uma manifestação em frente a reitoria da Universidade contra o arrocho salarial, em defesa dos direitos, do Hospital Universitário e das creches na USP, exigindo o pagamento dos dias parados em 2016, parte importante para a garantia do direito de greve dos trabalhadores.

Estiveram presentes trabalhadores de diversas unidades da Universidade, e também contou com o apoio de diversas categorias que estiveram presentes, como os metroviários demitidos políticos da greve de 2014 e hoje reintegrados ao Metrô (Ver fala abaixo de Marilia, diretora do Sindicato dos Metroviários), professores, entre outras categorias.

A negociação entre a reitoria da USP e o Sintusp estava prevista para ocorrer as 17h, e os trabalhadores seguiriam em vigília até o término da reunião de negociação. Até o término deste artigo a reunião de negociação não havia terminado.

LEIA TAMBÉM
- “Pelo direito de greve, exigimos o pagamento dos dias de 2016” diz Pablito trabalhador da USP
- “Estamos lutando por um hospital para toda a população” diz Barbara trabalhadora da USP
- Apoio do movimento Nossa Classe Educação à greve dos trabalhadores da USP




Tópicos relacionados

Hospital Univeristário da USP   /    SINTUSP   /    Greve   /    Luta contra ajustes na USP   /    Educação   /    USP   /    São Paulo (capital)   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar