Mundo Operário

PRECARIZAÇÃO

Terceirizada cai do terceiro andar da UERJ

terça-feira 3 de janeiro| Edição do dia

Na manhã dessa terça-feira (3), Adriana de Oliveira, 47 anos e funcionária terceirizada da limpeza da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), caiu do terceiro andar da sacada do prédio principal da universidade ao tentar pegar uma chave que estava na sacada do andar.

Adriana foi encaminhada ao Hospital Souza Aguiar, no centro do Rio, mas segundo fontes do portal R7, ainda não se sabe sobre o estado dela.

Carolina Cacau, professora da rede estadual e estudante de Serviço Social da UERJ, disse em entrevista ao Esquerda Diário sobre isso:

"O acidente envolvendo uma funcionária terceirizada deixa bem claro o nível da precarização do trabalho terceirizado na UERJ, agora com a empresa Appa. Ao longo de anos vem piorando as condições de trabalho e atropelamento dos direitos trabalhistas básicos como atraso de salários por meses, cortes no vale transporte e demissões em massa. Isso é o que a terceirização produz: mais precarização do trabalho e isso tudo tem rosto de mulher e negra, que são a grande maioria dos funcionários terceirizados.

Nesse sentido, nós da juventude revolucionária e anticapitalista Faísca e do Esquerda Diário defendemos a efetivação de todas as terceirizadas sem a necessidade de concurso e que sejam tratadas como qualquer outro trabalhador efetivado com igualdade de direitos e salários, apenas dessa forma podemos lutar contra o avanço da privatização do ensino público e do aumento do trabalho terceirizado no país."




Tópicos relacionados

UERJ   /    Rio de Janeiro   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar