Internacional

ORIENTE MÉDIO/PALESTINA

Tensão no Oriente médio: Irã ameaça atacar principais cidades de Israel

sexta-feira 11 de maio| Edição do dia

Após o recente anuncio do presidente dos EUA, Donald Trump, (http://esquerdadiario.com.br/Final-anunciado-Trump-retira-EUA-do-acordo-nuclear-com-Ira) promovendo a retirada do acordo nuclear com o Irã e a volta de sanções econômicas contra o país, se aprofundam as tensões militares entre a república islâmica e Israel, aliado estratégico dos norte-americanos no Oriente Médio.

Diante da política externa dos EUA a resposta por parte do Irã foi a ameaça de destruir a capital israelense, Tel Aviv e a terceira maior cidade do país Haifa, como resposta aos ataques aéreos realizados por Israel na madrugada de 10 de abril contra posições iranianas na Síria.

Ahmad Khatami, um dos líderes religiosos do país declarou: "Não temos nada a ver com a bomba nuclear, ao invés disso, nossa política é uma política de contenção. Nessa direção, o poder de mísseis do Irã está crescendo a cada dia para que Israel não possa dormir, temendo essa força. Se Israel atuar imprudentemente, nós destruiremos Tel Aviv e Haifa por completo".

Trump tem contribuído e muito para a instabilidade política na região. Não é a primeira vez que o presidente norte-americano toma uma decisão polêmica. Em dezembro do ano passado Trump anunciou reconhecer Jerusalém como a capital de Israel (http://www.esquerdadiario.com.br/Trump-reconhece-Jerusalem-como-a-capital-de-Israel-um-incendiario-na-Casa-Branca) numa demonstração de reacionarismo e apoio ao Estado opressor do povo palestino. A escalada imperialista de Trump parece apontar para uma nova estratégia onde deixa de ser o centro a guerra contra o terrorismo para um conflito com potências, no caso do Oriente Médio contra o Irã.




Tópicos relacionados

Palestina   /    Conflito Palestina-Israel   /    Internacional

Comentários

Comentar