Política

GOVERNO TEMER

Temer vai cortar abono do PIS, 22 milhões de trabalhadores terão seu dinheiro roubado

Temer pretende cortar o abono salarial do PIS. Todo ano os trabalhadores que recebem até dois salários mínimos recebem uma quantia que pode chegar a até um salário mínimo. Temer vai acabar com esse direito. 22 milhões de trabalhadores terão esse dinheiro, que lhes pertence, roubado pelo governo golpista.

sexta-feira 7 de abril| Edição do dia

O Globo e outros grandes jornais noticiariam que Temer pretende cortar o abono salarial do PIS. Todo ano os trabalhadores que recebem até dois salários mínimos recebem uma quantia que pode chegar a até um salário mínimo. Temer vai acabar com esse direito. 22 milhões de trabalhadores terão esse dinheiro, que lhes pertence, roubado pelo governo golpista.

A desculpa oficial é que precisariam economizar devido a "concessões" na reforma da previdência, como garantir o direito que os trabalhadores rurais se aposentem. A economia seria de R$ 18 bilhões anuais. De um dinheiro que pertence aos trabalhadores e é menos do que é gasto todo mês com o pagamento da dívida pública - o verdadeiro roubo que existe no orçamento.

Isso mesmo. Temer quer que trabalhemos até morrer, e como está sendo obrigado a fazer alterações para tentar manobrar e aprovar sua proposta ele quer então que já comecemos a pagar o pato hoje mesmo, perdendo esse direito. Roubando dinheiro que pertence aos trabalhadores.

A proposta da Reforma da Previdência está sendo amplamente rejeitada, dia 15 de março com a entrada em cena da classe trabalhadora, apesar dos limites colocados pelos sindicatos e centrais sindicais, mostrou que podemos derrotar Temer e seus ataques. As centrais concederam uma trégua de um mês ao governo, ele está aproveitando esse tempo para aprovar outros ataques como a terceirização de tudo e agora esse roubo no PIS. Podemos derrotar todos esses ataques, podemos fazer da paralisação nacional do dia 28 de Abril uma verdadeira greve geral, organizando comitês nos locais de trabalho que exijam dos sindicatos e centrais um verdadeiro plano de luta e um verdadeiro plano de combate que derrote todos os ataques e derrube Temer.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Política

Comentários

Comentar